A cura e prevençao em todas as idades. Doenças neurodegenerativas e autoimunes. Alzheimer, lupus, vitiligo, esclerose multipla, diabetes, cancer

O que os cientistas e pesquisadores têm certeza há anos, a contar dos primeiros anos da década de 2000, é da importancia da vitamina D para doenças autoimunes. Porque, como muitos explicaram,  Collen Hayes e Cícero Galli Coimbra, dentre cientistas por exemplo, foi preciso descobrir o motivo porque, mesmo em territórios de clima temperado, alguns grupos de pessoas desenvolviam esclerose múltipla e outros não. Alimentação apropriada foi a explicação. O alto consumo de peixes de águas geladas, cuja gordura é rica em Vitamina D, Omega3, como também o consumo de óleo de fígado de bacalhau, forneceu ao sangue humano a hormona 25hidroxivitamin D e as pessoas não desenvolveram nem raquitismo nem esclerose múltipla, embora tivessem a herança genética da doença. Hoje já se sabe que a vitamina D é o link que faltava também para o Alzheimer.

 

As pessoas que têm doenças como Alzheimer, esclerose múltipla, lúpus, hipo e hipertireoidismo, artrite, vitiligo, diabetes, câncer e outras doenças autoimunitárias, hoje são orientadas por médicos e pesquisadores a consumir a solução oleosa [óleo de girassol ou oliva] de colecalciferol, a vitamina D3. A 25hidroxivitamin D3 é de fácil absorção pelo organismo. Passando do fígado aos rins e, depois de transformada em ativa, é absorvida por todas as células de todos os tecidos do corpo humano, como cálcio, fósforo e outras substancias, fortalecendo e recuperando inclusive o tecido neural.

 

A DEFICIENCIA ou INSUFICIENCIA DA VITAMINA D é verificada em exame de sangue, o 25[OH]D3 que o sistema de saúde publica do Brasil não oferece. O consenso entre os médicos definiu a medida da nanoterapia como ideal acima de 50. Abaixo de 50 já existe deficiencia mesmo que a pessoa ainda não apresente qualquer sintoma de doença. Isto significa que há meio de baixo custo para a prevenção de epidemias. A suplementação e reposição da colecalciferol, a vitamina D3, deve ser feita em altas doses. Muito alem das convencionadas 30 mg pela medicina do passado, para ter uma idéia uma gota da solução de colecalciferol tem 1.000 UI [unidade internacional].               

 

E há SIM UM DISTURBIO METABOLICO, pois, se as pessoas com resultado do exame de sangue abaixo de 50, já estiverem recebendo alimentação apropriada, existe indicio de dificuldade digestiva na absorção dos alimentos, depressão, estresse e tristeza que impedem a neurogenesis.

 

“Revisando-se a literatura, verificamos que a carne vermelha libera, durante a digestão, a substância hemina, que possui propriedades tóxicas, porque penetra as membranas celulares carregando ferro para o interior das células, onde este eleva a produção de radicais livres. Para evitar tal efeito, a hemina é destruída, em sua maior parte, na própria célula intestinal (e o restante, no fígado), utilizando a vitamina B2. Tornou-se claro, então, que o indivíduo absorve a hemina, não tendo então a B2 para destruí-la. Assim, solicitamos a parada completa da ingestão de carne”. Coimbra acrescenta que o tratamento tradicional contra a doença, à base de medicamentos, deve ser concomitante à dieta proposta pelos pesquisadores.

 

[…]

SBPC/Labjor – Brasil 

Disponível em http://www.comciencia.br/noticias/2003/06jun03/parkinson.htm

——

 

Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla*

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/

*Dr. Cícero Galli Coimbra
PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente

 

 Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes, como Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão

Dr. Cícero Galli Coimbra
PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente         

http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/

Sistema nervoso – 06/02/2009. Entrevista com Dr. Cícero Galli Coimbra. Evitar o envelhecimento e a perda de neuronios.

http://www.youtube.com/watch?v=yRQkITHjZ5k&feature=player_embedded# —-

                                        

a situação fundamental é a mesma: a existência de um distúrbio metabólico evidente e corrigível, capaz de explicar os eventos fisiopatológicos conhecidos, e cuja correção pode deter a progressão da doença (interrompendo a continuidade da morte neuronal crônica, recuperando células neuronais já afetadas pelo processo neurodegenerativo – mas que não atingiram ainda o ponto de irreversibilidade), promover a recuperação total em casos de início recente, ou ao menos parcial das deficiências neurológicas nos casos mais avançados (minimizando seqüelas permanentes) e impedir a morte.” [1]

[1] Dr. Cícero Galli Coimbra
PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
Departamento de Neurologia e Neurocirurgia – Universidade Federal de São Paulo – Unifesp/EPM – Sofrimento emocional. – Em defesa da administração de doses elevadas de riboflavina associada à eliminação dos fatores desencadeantes no tratamento (…).

Disponivel em
http://www.unifesp.br/dneuro/nexp/riboflavina/

—-

 

 Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes, como Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão

Dr. Cícero Galli Coimbra
PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente         

http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/

http://www.youtube.com/watch?v=yRQkITHjZ5k&feature=player_embedded# —-

Vitamin D: a natural inhibitor of multiple sclerosis     From Colleen E. Hayes Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, 433 Babcock

Em portugues:

https://objetodignidade.wordpress.com/2012/02/19/vitamin-d-a-natural-inhibitor-of-multiple-sclerosis/

—-

Vitamin D: its role and uses in immunology  

HECTOR F. DELUCA2 and MARGHERITA T. CANTORNA*

Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, Madison, Wisconsin 53706, USA; and

* Department of Nutrition, Pennsylvania State University, University Park, Pennsylvania 16802, USA

http://www.fasebj.org/cgi/content/full/15/14/2579   http://www.drtheo.com/vitaminD/documents/VitaminD-itsroleandusesinimmunology.pdf

 (The FASEB Journal. 2001;15:2579-2585.)

—-

 

 

High prevalence of vitamin D deficiency and reduced bone mass in multiple sclerosis

http://www.huffingtonpost.com/dr-david-perlmutter-md/vitamin-d-benefits_b_818912.html

High prevalence of vitamin D deficiency and reduced bone mass in multiple sclerosis

  1. J. Nieves, PhD,
  2. F. Cosman, MD,
  3. J. Herbert, MD,
  4. V. Shen, PhD and
  5. R. Lindsay, MD

—-

Vitamin D and the immune system: new perspectives on an old theme

Endocrinol Metab Clin North Am. 2010 June; 39(2):

365–379.

Endocrinol Metab Clin North Am. Author manuscript; available in PMC 2011 June 1.Published in final edited form as:Endocrinol Metab Clin North Am. 2010 June; 39(2): 365–379. doi:  10.1016/j.ecl.2010.02.010

Copyright notice and Disclaimer

Martin Hewison, PhD

Martin Hewison, Professor in Residence, Department of Orthopaedic Surgery and Molecular Biology Institute, David Geffen School of Medicine at UCLA, 615 Charles E. Young Drive South, Los Angeles, CA 90095, USA;

National Center for Biotechnology Information, U.S. National Library of Medicine 8600 Rockville Pike, Bethesda MD, 20894 USA

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2879394/?tool=pubmed

—-

 

Lack of Vitamin D Linked to Alzheimer’s and Vascular Dementia

Friday, June 05, 2009 by: Sherry Baker, Health Sciences Editor

Sherry Baker is a widely published writer whose work has appeared in Newsweek, Health, the Atlanta Journal and Constitution, Yoga Journal, Optometry, Atlanta, Arthritis Today, Natural Healing Newsletter, OMNI, UCLA’s “Healthy Years” newsletter, Mount Sinai School of Medicine’s “Focus on Health Aging” newsletter, the Cleveland Clinic’s “Men’s Health Advisor” newsletter and many others.

Learn more: http://www.naturalnews.com/026392_Vitamin_D_Alzheimers_disease.html#ixzz3HnBD71Qg

http://www.naturalnews.com/026392_Vitamin_D_Alzheimers_disease.html        

—-

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: