Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas

Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas

Qua, 18 de Agosto de 2010 09:23

Estudos revelam e casos clínicos comprovam que nutriente é fundamental para prevenção e controle eficaz de moléstias graves – 16/07/2010 16:50 (Elizângela Isaque – Da equipe Medicando)

A sabedoria popular nos ensina que é sempre melhor prevenir do que remediar. Felizmente, em algumas circunstâncias, especificamente nas ligadas à saúde, a forma de prevenção é a mesma que proporciona a cura ou, no mínimo, um controle eficaz de determinados problemas. Esse é o caso da vitamina D, substância que tem sido fonte de constantes estudos e de importantes descobertas, no que se refere às doenças autoimunitárias e neuro degene -rativas, como esclerose múltipla, depressão, artrite reumatóide, Parkinson, mal de Alzheimer, lúpus e vitiligo, entre outras.

De acordo com a literatura médica clássica, a vitamina D exerce um papel fundamental para a manutenção do equilíbrio de determinadas funções do organismo humano, como a inibição de problemas como o raquitismo em crianças e a osteoporose em adultos. Entretanto, de acordo com as novas descobertas, as doses diárias recomendadas até hoje, de 400 UI (Unidades Internacionais), que equivale a um micrograma, estão longe do ideal necessário para prevenir, estabilizar ou mesmo anular sintomas relacionados à carência dessa substância.

Embora alguns alimentos sejam fonte de vitamina D, a forma natural mais eficiente de obtê-la é por meio da exposição diária ao sol. “Cerca de 10 minutos, todos os dias, com 90% do corpo exposto ao sol matinal, é suficiente para que maioria das pessoas obtenha a quantidade aproximada de 20.000 UI”, explica o neurologista e professor do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESPI) Dr. Cícero Galli Coimbra.

No entanto, Dr. Cícero lembra que algumas pessoas apresentam maior dificuldade de transformar em ativa a forma da vitamina D produzida pela exposição solar, devido às particularidades de cada organismo. Devido a essas características, alguns indivíduos, mesmo com hábitos que os exponham diariamente ao sol, podem apresentar deficiência desta substância e, consequentemente, desenvolverem algum problema proveniente dessa carência. Por isso, o médico recomenda a ingestão diária da vitamina D em forma de cápsula ou gotas, em pessoas portadoras dessa característica genética, ou que tenham uma rotina diária caracterizada por baixa exposição solar.

O engenheiro ambiental Marcelo Palma está entre as pessoas que, embora sempre levasse uma rotina de práticas esportivas ao ar livre, como o surfe, começou a apresentar sintomas como paralisia facial, formigamento de membros e alteração da sensibilidade do abdômen. Após alguns diagnósticos equivocados e tratamentos que não impediam o surgimento de outros sintomas que eram de fato decorrentes da esclerose múltipla, o jovem que também dava aulas de capoeira tomou conhecimento do tratamento proposto por Dr. Cícero.

Maior autoridade brasileira sobre os benefícios da vitamina D, o nome de Dr. Cícero Coimbra é relacionado ao crescente número de pacientes que, uma vez submetidos ao seu tratamento, têm apresentado quadros de regressão de sintomas, bem como a estabilidade em doenças como a esclerose múltipla. Em todos os casos, a vitamina D sintetizada, ministrada em doses que variam de acordo com a necessidade de cada paciente, é a protagonista que atua de forma decisiva no combate aos graves sintomas apresentados pela doença.

Na internet, há centenas de artigos científicos acerca dos benefícios da “vitamina D”, relacionados às doenças neurodegenerativas como Alzheimer, e às autoimunitárias, como a esclerose múltipla, miastenia gravis, lúpus, artrite reumatóide, psoríase e diabetes do tipo 1. No entanto, segundo Dr. Cícero, a utilização deste nutriente nos tratamentos destas moléstias ainda não chegou aos consultórios do país.

“Cerca de 70% das pessoas que sofrem de esclerose múltipla apresentam níveis muito baixos de vitamina D, o que se correlaciona com uma frequência maior de exacerbações (surtos) e com a sustentação de sequelas neurológicas mais acentuadas após cada surto. A simples percepção disso remete qualquer profissional que se depare com esse quadro à obrigação ética de administrar essa substância como parte fundamental do tratamento”, explica Dr. Cícero.

Conforme expõe o neurologista, a falta de informação sobre o assunto começa pelo ambiente acadêmico e culmina na pressão mercadológica que a indústria farmacêutica exerce sobre a sociedade. Hoje, cada ampola de Tysabri (natalizumab), medicação vendida em mais de 45 países para o tratamento de esclerose múltipla, custa, em média, cerca de R$ 9.000,00. Só em 2009, o Tysabri proporcionou ao seu fabricante a receita de um bilhão de dólares em vendas, fazendo com que, em janeiro deste ano, a empresa viesse a público declarar que busca, em 2010, como estratégia de marketing, maximizar o valor de suas ações por meio do crescimento do consumo desse remédio.

De acordo com dados da Federação Internacional de Esclerose Múltipla (MSIF, na sigla em inglês), cerca de 2,5 milhões de pessoas sofrem de EM, em todo o mundo. No Brasil, a estimativa da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM) é de que existam mais de 35 mil portadores no país. Além disso, a entidade alerta para as constantes faltas da medicação disponibilizada pelo governo, nos postos de saúde do Brasil.

As medicações comumente prescritas em terapias (interferons), geralmente, expõem os pacientes a efeitos colaterais tão comuns quanto desagradáveis. Esses remédios podem desencadear reações – observadas em mais de um, em cada 10 doentes – como dores de cabeça, sintomas do tipo gripal e febre. O que remete às vantagens da utilização da vitamina D nos tratamentos de doenças neurodegenerativas e autoimunitárias.

Além da ausência de efeitos colaterais, desde que as doses sejam ajustadas conforme as necessidades individuais, bem como de acordo com os exames laboratoriais, a utilização da vitamina D possibilidade a regressão de sequelas recentes e a prevenção da progressão da doença. O que torna esse nutriente mais eficaz que a medicação tradicional e uma alternativa, no mínimo, considerável, se comparada à medicação até hoje ministrada.

O ajuste das doses, realizados por meio de exames laboratoriais, tem por objetivo evitar a hipervitaminose por vitamina D, já que o excesso deste nutriente no organismo pode provocar problemas graves como danos permanentes nos rins, retardo do crescimento, calcificação de tecidos moles e até mesmo a morte. Entre os sintomas leves de intoxicação estão: sede excessiva e eliminação de grande volume de urina, náuseas, fraqueza, prisão de ventre e irritabilidade. Entretanto, para alcançar essas reações, seria necessário o consumo muito superior aos recomendados pelas recentes pesquisas.

De acordo com os estudos mais recentes, para que uma pessoa adulta, com níveis normais de tolerância à vitamina D, apresente um quadro de super dosagem deste nutriente é necessária a ingestão diária, por um período de um a dois meses, de 2,5 mg (100.000 IU), aproximadamente. Já para as crianças, a quantidade considerada tóxica varia de 0,5 mg (20.000 IU) a 1,0 mg (40.000 IU), números superiores às doses mais altas indicadas para prevenção e tratamento de doenças.

“No entanto, esses limites tóxicos podem variar conforme a quantidade de alimentos ricos em cálcio, especialmente os laticínios, presentes na dieta, conforme o peso e características genéticas do indivíduo”, esclarece Dr. Cícero. Conforme explica o neurologista, os riscos de uma hiperdosagem são praticamente nulos, se o tratamento é feito com acompanhamento médico, em âmbito clínico e laboratorial. “A quantidade de vitamina D que cada paciente necessita em seu tratamento varia de acordo com o estágio da doença e com os níveis de carência deste nutriente em cada organismo, por isso é muito importante a avaliação do profissional”, explica.

DIVULGAÇÃO

Como a eficácia da vitamina D, em relação aos medicamentos tradicionais, ainda não é um consenso entre a comunidade científica, a difusão desta nova alternativa tem ocorrido por meio do famoso “boca a boca”. Nesse contexto, a internet tem sido a principal ferramenta utilizada pelos pacientes do Dr. Cícero, que utilizam a web para discutirem seus casos clínicos entre si e, ao mesmo tempo, propagarem resultados como a estabilização e o controle de suas enfermidades.

FATORES PSICOLÓGICOS

Para quem o organismo apresenta dificuldade de sintetizar a vitamina D, estresses emocionais, ou fortes traumas podem contribuir para que se desencadeiem algumas doenças. Dr. Cícero destaca que, cerca de 85% dos surtos de esclerose múltipla, por exemplo, surgem após estresses emocionais. “Imagine quantos surtos seriam evitados se fosse possível retirar ou diminuir o nível de estresse dessas pessoas”.

Foi após vivenciar um forte trauma emocional que Marcelo Palma começou a apresentar os primeiros sintomas de esclerose múltipla. Sintomas que, posteriormente, voltaram mais fortes e frequentes após uma segunda experiência que lhe acarretou novo trauma.  “Na primeira consulta, que durou cerca de quatro horas, ele me explicou como seria a utilização da vitamina D, aliada à B e a óleos de peixe (ômega 3) DHA, para ‘desativar’ a auto agressão do sistema imunológico no meu próprio organismo”, relembra.

Hoje, o maior empenho do neurologista é tornar a utilização da vitamina D comum nos tratamentos das doenças neurodegenerativas e autoimunitárias. “Meu objetivo é fazer com que os demais profissionais conheçam os benefícios dessa substância e passem a ministrá-la aos pacientes em tratamento”, diz o neurologista, que acredita que, no futuro, as informações acerca da importância desse nutriente estarão ao alcance de todos. “Não há como impedir que esse conhecimento se torne comum. Pode ser que demorem mais dois, três ou vinte anos. O fato é que, cedo ou tarde, todos vão saber dos benefícios da vitamina D”.

NEUROLOGIA

Cícero Galli Coimbra é médico graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979), possui título de especialista em medicina interna (1981) e neurologia (1983) pela mesma instituição, e em neurologia pediátrica (1985) pelo Jackson Memorial Hospital da Universidade de Miami, EUA. Obteve o título de mestre (1988) e doutor (1991) em Neurologia pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado (1993) pela Universidade de Lund, Suécia. Atualmente é Professor Livre Docente do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo, onde dirige o Laboratório de Fisiopatologia Clínica e Experimental. Atua na área de Medicina (Neurologia e Clínica Médica), com ênfase em doenças neurodegenerativas e autoimunitárias.

Associação dos Pediatras do Hospital Florianópolis, em Florianópolis-SC, que tinha como uma de suas finalidades levar informações aos pediatras catarinenses sobre suas profissões, melhorando, consequentemente, a qualidade de vida da criança catarinense.

Para isso, nasceu a Revista Pediatria Dia a Dia, ainda naquele ano. Hoje, a Revista é referência para os principais pediatras do Brasil, pois informa e atualiza, de forma direta e diferenciada, os mesmos.

Fonte

http://www.pediatriadiadia.com.br/joomla/index.php/opniao/38-vitamina-d-solucao-para-doencas-autoimunitarias-e-neurodegenerativas-.html

42 Respostas

  1. Ja usamos essas vitaminas cerca de 9 anos e desde o inicio do tratamento nunca mais tive surtos e algumas lesões desapareceram bem como as sequelas. Obrigada Dr Cicero.

  2. Tenho esclerose multipla e sou paciente do Dr. Cicero ha 4 anos, desde entao, a doenca esta em remissao total. Para quem quiser saber mais sobre o tratamento com a vitamina D, este hormonio esteroide que existe há 500 bilhoes de anos em todos os seres vivos, serve para todas as doencas auto-imunese e para o mal de Parkinson também !

  3. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    A responsabilidade Civil e Criminal Médica na Desinformação às pessoas – Revista VEJA, 2.304: “O que você não sabe sobre a Vitamina do Sol. Ela continua a surpreender a medicina com novos efeitos benéficos.”

    20/01/2013 — Celso Galli Coimbra

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/20/a-responsabilidade-civil-e-criminal-medica-na-desinformacao-as-pessoas-revista-veja-2-304-o-que-voce-nao-sabe-sobre-a-vitamina-do-sol-ela-continua-a-surpreender-a-medicina-com-novos-efe/

    Há interesses na gestão da Medicina associados com os da Indústria Farmacêutica e não com a preservação da saúde
    É impossível dimensionar a extensão CRIMINOSA dos interesses envolvidos em forçar cada vez mais o que já é comprovado pela CIÊNCIA:

  4. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    […] “10.000 unidades todos os dias NÃO CAUSAM INTOXICAÇAO. Nos Estados Unidos, doses de 10.000 unida… […].

    A responsabilidade Civil e Criminal Médica na Desinformação às pessoas – Revista VEJA, 2.304: “O que você não sabe sobre a Vitamina do Sol. Ela continua a surpreender a medicina com novos efeitos benéficos.”

    20/01/2013 — Celso Galli Coimbra

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/20/a-responsabilidade-civil-e-criminal-medica-na-desinformacao-as-pessoas-revista-veja-2-304-o-que-voce-nao-sabe-sobre-a-vitamina-do-sol-ela-continua-a-surpreender-a-medicina-com-novos-efe/

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/
    O Instituto da Autoimunidade, vinculado à terapia com o hormônio-vitamina D, foi criado pelo Dr. Cícero Galli Coimbra com a colaboração, inclusive, de ex-pacientes.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    por Celso Galli Coimbra
    Reproduzir tudo


    ———-
    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    “As doses de 10.000 unidades podem ser utilizadas por todas as pessoas. As pessoas adultas que vivem em ambientes fechados, sem contato com o Sol, seja por causa do trabalho ou profissão, não só podem, devem usar 10.000 unidades todos os dias.”
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/04/dr-cicero-galli-coimbra-doencas-autoimunes-e-vitamina-d-se-a-natureza-nao-precisasse-de-10-000-unidades-todo-o-dia-nao-formava-uma-quantidade-tao-grande-em-tao-poucos-minutos/
    ――

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO
    25/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/

    Entrevistas com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o hormônio-vitamina D e

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO
    25/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/

    Entrevistas com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o hormônio-vitamina D e

    -000

  5. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    […] “10.000 unidades todos os dias NÃO CAUSAM INTOXICAÇAO. Nos Estados Unidos, doses de 10.000 unida… […].

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/
    O Instituto da Autoimunidade, vinculado à terapia com o hormônio-vitamina D, foi criado pelo Dr. Cícero Galli Coimbra com a colaboração, inclusive, de ex-pacientes.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    por Celso Galli Coimbra
    Reproduzir tudo


    ———-
    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    “As doses de 10.000 unidades podem ser utilizadas por todas as pessoas. As pessoas adultas que vivem em ambientes fechados, sem contato com o Sol, seja por causa do trabalho ou profissão, não só podem, devem usar 10.000 unidades todos os dias.”
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/04/dr-cicero-galli-coimbra-doencas-autoimunes-e-vitamina-d-se-a-natureza-nao-precisasse-de-10-000-unidades-todo-o-dia-nao-formava-uma-quantidade-tao-grande-em-tao-poucos-minutos/
    ――

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO
    25/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/

    Entrevistas com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o hormônio-vitamina D e

    -000

  6. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico – atualizado em 7/janeiro/2013
    Publicado
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/07/esclerose-multipla-disturbio-metabolico-atualizado-em-7fevereiro2013/

    “Infelizmente este conhecimento não tem sido levado aos livros textos de medicina e isso gera esse desconhecimento, não só do público em geral mas até da classe médica em relação á gravidade dessa situação sobre a deficiência desse hormonio esteroide, conhecido como vitamina D. Esta deficiencia torna as 229 funções do sistema imunológico do próprio organismo das pessoas desregulado, permitindo desenvolver qualquer doença, o que levou á pandemia do mundo atual.” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., neurocirurgião, neurocientista, professor na UNIFESP
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/12/09/por-um-novo-paradigma-de-conduta-e-tratamento-estamos-vivendo-uma-defasagem-entre-o-conhecimento-cientifico-e-a-pratica-medica-dr-cicero-galli-coimbra/
    _ _
    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico.

    Cristiane Rozicki
    Cristiane Rozicki é autora desta página e seu conteúdo,
    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico, atualizado em
    7/janeiro/2013

    Anos depois eu passei a apresentar os mesmos sintomas da moléstia de minha mãe (entre 13 e 14 anos). A esclerose múltipla é doença antiga. Apenas em 1992, foi feita uma ressonância magnética e o diagnóstico foi esclerose múltipla, aí já tinha 27 anos, 13 de neurodegeneração. Vingou a idéia de doença autoimune. Surgiram os imunosupressores, interferon e rebif mais pulso-terapias.
    Alimentação passou a ser difícil. Desde o segundo meado de 1990 era possível perceber como alguns alimentos proporcionavam mal-estares tais como cansaço, fadiga, diminuição da mobilidade e alergias aparentes na pele. O pior era a carne vermelha, açúcar, álcool, frituras e gorduras e agora até o café causa cansaço, tal e qual o desgaste que o cigarro provoca – desde outubro de 2007 até agora estou fumante passiva obrigatoriamente. Detesto o fumo. Os danos causados pelo tabagismo, mesmo passivo, são graves. O fumo é um neurotóxico que pode alterar a estrutura do SNC, sistema nervoso, e que no mínimo dificulta a respiração.
    No entanto, hoje, desde 2003 com certeza em revistas cientificas, já se sabe que doenças neurodegenerativas, e.m. assim como o mal de Parkinson, não são doenças transmissíveis e não são causadas por vírus. Ainda, tais doenças não são o resultado da autoimunidade unicamente. Na verdade, trata-se de algo simples e de fácil solução. A neurodegeneração é resultado de distúrbio metabólico.
    Há meio de recuperar e prevenir a degeneração do sistema nervoso central. Basta exame de dosagem das vitaminas no sangue – como a B2 ou Riboflavina, a D3 – o colecalciferol – verificar a deficiência de vitaminas que devem ser suplementadas e a eliminação de outros fatores desencadeantes: evitar o desgaste emocional e eliminar da dieta alimentar a carne vermelha e frango ou reduzir seu consumo (estas carnes – de porco também – contem hemina, substancia neurotóxica) ou substituir por peixe. E consumir ovos.
    É preciso completar este texto para assinalar a fundamental importancia da vitamina D3, o colecalciferol, hormônio estaroide imunoregulador. Baixos índices de vitamina D3 no sangue estão diretamente associados ao estresse emocional ou sofrimento. Em casos de doenças autoimunitárias, tais como a esclerose múltipla, artrite reumatoide, psoriase, hipertireoidismo, hipotireoidismo, lupus, vitiligo, por exemplo, existe deficiência de vitamina D confirmada em exames de sangue. Esta deficiência de vitamina D torna as pessoas mais suscetíveis à depressão e aos estados de sofrimento emocional, que são as condições adequadas à perda de massa neural, o envelhecimento do sistema nervoso. Por outro lado, a solução simples, para estas pessoas, é o consumo de altas doses de vitamina D3. A vitamina D é capaz de produzir um estado de bem-estar indescritível, unida ao estado de tranquilização, permite a obtenção de uma condição de estabilização e recuperação do sistema nervoso. É importante que se saiba, em condições de equilíbrio — vitaminas deficientes complementadas e o aspecto emocional tranquilo –, voltam a nascer células-tronco, e novos neuronios, todos os dias.
    Estas informações foram expostas na entrevista com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o sistema nervoso, o estresse emocional, depressão, doenças e o envelhecimento dos neurônios. A importancia da Vitamina D foi comentada e explicada por Dr. Cícero Galli Coimbra em fevereiro 2009.

    “a situação fundamental é a mesma: a existência de um distúrbio metabólico evidente e corrigível, capaz de explicar os eventos fisiopatológicos conhecidos, e cuja correção pode deter a progressão da doença (interrompendo a continuidade da morte neuronal crônica, recuperando células neuronais já afetadas pelo processo neurodegenerativo – mas que não atingiram ainda o ponto de irreversibilidade), promover a recuperação total em casos de início recente, ou ao menos parcial das deficiências neurológicas nos casos mais avançados (minimizando seqüelas permanentes) e impedir a morte.” [1]
    [1]Dr. Cícero Galli Coimbra
    Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    Departamento de Neurologia e Neurocirurgia – Universidade Federal de São Paulo – Unifesp/EPM – Sofrimento emocional. – Em defesa da administração de doses elevadas de riboflavina associada à eliminação dos fatores desencadeantes no tratamento (…).
    Disponivel em
    http://www.unifesp.br/dneuro/nexp/riboflavina/c.htm
    —Parkinson – riboflavin and the elimination of dietary red meat promote the recovery [2]
    Abstract:
    “Abnormal riboflavin status in the absence of a dietary deficiency was detected in 31 consecutive outpatients with Parkinson’s disease (PD), while the classical determinants of homocysteine levels (B6, folic acid, and B12)… received riboflavin orally (30 mg)”.
    Disponivel em
    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-879X2003001000019&lng=pt&nrm=iso
    [2] Brazilian Journal of Medical and Biological Research
    ISSN 0100-879X. COIMBRA e JUNQUEIRA.
    —Dieta livre de carne e rica em vitamina B2 pode regredir Parkinson
    Neurologia – Jornal da Paulista – ano 16 – n. 179 – Maio/2003
    Disponivel em
    http://www.unifesp.br/comunicacao/jpta/ed179/pesquisa4.htm
    Ano 16 – N° 179 – Maio de 2003
    “Dieta livre de carne e rica em vitamina B2 pode regredir Parkinson. Estudo revela que portadores da doença apresentam deficiência da vitamina e ingerem muita carne vermelha; nova dieta fez com que a recuperação média motora dos pacientes saltasse de 44% para 70% em apenas três meses de tratamento”.
    Cristiane Rozicki
    11 de agosto de 2009.
    Objeto Dignidade
    no WordPress
    https://objetodignidade.wordpress.com/

    A terceira mão do fumante é o tabagista passivo. Neurotoxidade do tabagismo, mais razões para parar de fumar;
    https://objetodignidade.wordpress.com/2009/08/15/a-terceira-mao-do-fumante-e-o-tabagista-passivo-neurotoxidade-do-tabagismo-mais-razoes-para-parar-de-fumar/
    Cristiane Rozicki, em agosto 28, 2009 às 7:58 pm disse:
    Vitamina D em medicina preventiva: estamos ignorando as provas?

    “Os dados epidemiológicos indicam também um baixo status da vitamina D na tuberculose, artrite reumatóide, esclerose múltipla, doenças inflamatórias intestinais, hipertensão e certos tipos de câncer.”
    https://objetodignidade.wordpress.com/2009/08/28/vitamina-d-em-medicina-preventiva-estamos-ignorando-as-provas/
    Zittermann A .A Zittermann.
    Department of Nutrition Science, University of Bonn, Endenicher Allee 11-13, 53115 Bonn, Germany. Departamento de Ciência da Nutrição, da Universidade de Bonn, Endenicher Allee 11-13, 53115 Bonn, Alemanha. a.zittermann@uni-bonn.de a.zittermann @ uni-bonn.de
    Vitamin D is metabolised by a hepatic 25-hydroxylase into 25-hydroxyvitamin D (25(OH)D) and by a renal 1alpha-hydroxylase into the vitamin D hormone calcitriol. A vitamina D é metabolizado por uma 25-hidroxilase hepática em 25-hidroxi-vitamina D (25 (OH) D) e por um 1alpha renal-hidroxilase no hormônio calcitriol vitamina D.
    Dispoível em
    http://64.233.163.132/translate_c?hl=pt-BR&langpair=en%7Cpt&u=http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12720576&prev=/translate_s%3Fhl%3Dpt-BR%26q%3DVitamina%2BD%2Be%2Bdepress%25C3%25A3o%26sl%3Dpt%26tl%3Den&rurl=translate.google.com.br&usg=ALkJrhjspQEBlxCMyClVGNWHjrZsYK2BOA

    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico. « Objeto Dignidade, em fevereiro 16, 2012 às 6:43 pm disse: https://objetodignidade.wordpress.com/2011/08/16/esclerose-multipla-disturbio-metabolico-2/
    […] Esclerose múltipla, distúrbio metabólico. […]
    Importancia da vitamina D e do metabolismo
    O que os cientistas e pesquisadores têm certeza há anos, a contar dos primeiros anos da década de 2000 e antes já sabiam, é da importancia da vitamina D para doenças autoimunes, cardiovasculares, câncer e diabetes. Porque, como muitos explicaram, Collen Hayes e Cícero Galli Coimbra, dentre cientistas por exemplo, foi preciso descobrir o motivo porque, mesmo em territórios de clima temperado, alguns grupos de pessoas desenvolviam esclerose múltipla e outros não. Alimentação apropriada foi a explicação. O alto consumo de peixes de águas geladas, cuja gordura é rica em Vitamina D, Omega3, como também o consumo de óleo de fígado de bacalhau, forneceu ao sangue humano a hormona 25hidroxivitamin D e as pessoas não desenvolveram nem raquitismo nem esclerose múltipla, embora tivessem a herança genética da doença. Hoje já se sabe que a vitamina D é o link que faltava também para o Alzheimer.

    MUITOS AUTORES EXPOEM PESQUISA NO MESMO SENTIDO
    Lembro quando da noticia destas pesquisas. Há quem escreveu, li na internet, que isto não é verdade. Porem, “The role of vitamin D in multiple sclerosis” é pesquisa acompanhada de centenas e milhares de outras varias em idêntico sentido. Doutores, de todos os países do planeta, vêm mostrando a importancia da vitamina D para outras doenças também, muito alem da esclerose múltipla. Basta fazer pesquisa e escrever: vitamin d multiple sclerosis ou vitamin d Alzheimer ou o mesmo com qualquer outra patologia que se pretenda pesquisar, câncer, diabetes, artrite reumatoide, psoriase, e muitas outras.

    A internet brasileira tem informação em portugues. Aqui no Brasil, o primeiro médico a oferecer este conhecimento publicamente foi Dr. Cícero Galli Coimbra [PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente, Departamento de Neurologia e Neurocirurgia – Universidade Federal de São Paulo – Unifesp/EPM]. Alguns artigos e entrevista com Dr. Cícero Galli Coimbra:

    Vitamina D é importantíssima para a saúde
    Disponível em http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/a-prevencao-de-doencas-neurodegenerativas/
    Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla*
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
    *Dr. Cícero Galli Coimbra
    PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    A cura com Dr. Cícero Galli Coimbra. Estresse emocional, depressão, doenças autoimunes e neurodegenerativas. A importancia da Vitamina D.
    “Comentário: a principal razão pela qual a medicina atual desdenha estes importantes conhecimentos médicos já antigos e com ampla fundamentação na história recente da medicina e confirmados em vários países, através de diversas publicações, é simplesmente porque ela está subordinada aos interesses extremamente gananciosos da indústria farmacêutica internacional.”
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/
    —-

    —-
    O que é possível dizer em breves palavras, já oferece um quadro preocupante. A insuficiência de vitamina D tem desenvolvido muitas outras doenças, alem do raquitismo e da osteoporose, que já são aceitas como “comuns” e típicas da medicina das doenças crônicas.

    Associadas á deficiencia de vitamina D estão o câncer, as diabetes, problemas cardiovasculares, transtorno bipolar, autismo, mal de Alzheimer e esquizofrenia, psoríase, depressão. O comercio industrial multimilionário da farmácia, não traz a cura, apresenta medicação cara e talvez paliativa.

    Diz assim a medicina das doenças crônicas: “a sua doença não tem cura”… E, no entanto, todas essas doenças graves sequer teriam desenvolvido nas pessoas, se existisse o cuidado com a medicina preventiva com a suplementação da vitamina D3, o hormônio esteroide imunoregulador.

    Os médicos vêm apresentando pesquisa que aponta o aumento de epidemias em todo planeta, por causa da falta de investimento dos governos em saúde preventiva com suplementação da vitamina D.
    Vitamin D deficiency: a global perspective https://objetodignidade.wordpress.com/2011/08/15/vitamin-d-deficiency-a-global-perspective/
    Deficiência de vitamina D: uma epidemia global
    https://objetodignidade.wordpress.com/2011/08/15/deficiencia-de-vitamina-d-uma-epidemia-global/
    Symposium: Vitamin D Insufficiency: A Significant Risk Factor in Chronic Diseases and Potential Disease-Specific Biomarkers of Vitamin D Sufficiency Vitamin D Intake: A Global Perspective of Current Status
    https://objetodignidade.wordpress.com/2011/08/15/symposium-vitamin-d-insufficiency-a-significant-risk-factor-in-chronic-diseases-and-potential-disease-specific-biomarkers-of-vitamin-d-sufficiency-vitamin-d-intake-a-global-perspective-of-current-s/

    Brasil ainda investe pouco em saúde País investe apenas 8,7% do valor arrecadado com impostos em saúde. Número é inferior ao de países como Argentina, Chile e Venezuela. Um estudo realizado pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (USP)
    https://objetodignidade.wordpress.com/2011/08/05/brasil-ainda-investe-pouco-em-saude/

    O aumento da Deficiência de vitamina D3 geralmente se apresentava como deformidade óssea (raquitismo) ou hipocalcemia na infância e como dor músculoesquelética e fraqueza em adultos.

    Hoje os estudos são avançados e os médicos constataram muitos outros problemas de saúde, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes, vários tipos de câncer, e autoimunes como mal de Alzheimer e esclerose múltipla, hipo e hipertireoidismo, artrite, vitiligo, associadas á alta insuficiência de vitamina D no sangue.

    O status da vitamina D é mais confiável determinado pelo ensaio de soro de 25-hidroxivitamina D3 (25-OHD3).

    O consenso entre os médicos definiu a medida da nanoterapia como ideal acima de 40. Abaixo de 40 já existe deficiencia mesmo que a pessoa ainda não apresente qualquer sintoma de doença. Isto significa que há meio de baixo custo para a prevenção de epidemias. A suplementação e reposição da colecalciferol, a vitamina D3 a vitamina D3, deve ser feita em altas doses. Muito alem das convencionadas 600 UI da medicina do passado, para ter uma idéia uma gota [0,05 ml] da solução de colecalciferol tem 1.000 UI [unidades internacionais].

    O espectro dessas doenças comuns e graves, é particularmente preocupante porque os estudos observacionais têm demonstrado que a insuficiência de vitamina D3, desenvolve Raquitismo em crianças e osteomalacia em adultos são apenas manifestações clássicas de deficiência de vitamina D3 profunda. Nos últimos anos, no entanto, aparecem doenças não músculoesqueléticas condições incluindo câncer, síndrome metabólica, infecciosas e doenças autoimunes, esclerose múltipla, doenças que também foram encontrados associados aos baixos níveis de vitamina D. O Aumento da prevalência de distúrbios ligados à deficiência de VITAMINA D, É REFLETIDA NO AUMENTO DO NUMERO DE CRIANÇAS DOENTES.

    EPIDEMIAS CRESCEM SE NÃO FOR DADA NUTRIÇÃO ADEQUADA E SUPLEMENTOS Á TODA POPULAÇÃO. Este é o cuidado que o governo brasileiro deve ter com todas as pessoas, indistintamente, em todas as idades.]

    Dilma e Lula não sabem disso, e desde 2008 favorecem pesquisas com células de embriões e abortos.

    “É interessante notar que as geografias de raquitismo (Hess, 1929) e MS são muito semelhantes, a geografia do raquitismo levou Sniadecki (citado por Holick, 1995) para sugerir em 1822 que o sol pode curar o raquitismo. Lamentavelmente, diz Hayes, o raquitismo continuou a aleijar crianças por um século inteiro antes de investigadores demonstrarem os benefícios da luz solar ou óleo de fígado de bacalhau (Hess & Unger, 1921; Chick et al. 1922). Hoje o óleo de fígado de bacalhau tornou-se a proteção do “inverno” para as crianças que vivem em latitudes setentrionais.”

    Ver Vitamin D: a natural inhibitor of multiple sclerosis, de Collen Hayes:
    Disponivel em http://journals.cambridge.org/action/displayFulltext?type=1&fid=796912&jid=PNS&volumeId=59&issueId=04&aid=796900
    “A evidência de que a vitamina D pode ser um inibidor natural de MS ou E.M. é irresistível. Examinando o benefício da suplementação de vitamina D para a prevenção de MS, a recusa desta verdade vai exigir um grande esforço por parte da comunidade científica, mas é claramente justificada diante dos atuais investimentos político-economicos”, diz Collen Hayes.
    Ver Vitamin D: a natural inhibitor of multiple sclerosis, de Collen Hayes:
    Disponivel em http://journals.cambridge.org/action/displayFulltext?type=1&fid=796912&jid=PNS&volumeId=59&issueId=04&aid=796900—-

    As pessoas que têm doenças como Alzheimer, esclerose múltipla, lúpus, hipo e hipertireoidismo, artrite, vitiligo, diabetes, câncer e outras doenças autoimunitárias, hoje são orientadas por médicos e pesquisadores a consumir a solução oleosa [óleo de girassol ou oliva] de colecalciferol, a vitamina D3. A 25hidroxivitamin D3 é de fácil absorção pelo organismo. Passando do fígado aos rins e, depois de transformada em ativa, é absorvida por todas as células de todos os tecidos do corpo humano, como cálcio, fósforo e outras substancias, fortalecendo e recuperando inclusive o tecido neural.

    A DEFICIENCIA ou INSUFICIENCIA DA VITAMINA D é verificada em exame de sangue, o 25[OH]D3 que o sistema de saúde publica do Brasil não oferece.

    O consenso entre os médicos definiu a medida da nanoterapia como ideal acima de 40. Abaixo de 40 já existe deficiencia mesmo que a pessoa ainda não apresente qualquer sintoma de doença. Isto significa que há meio de baixo custo para a prevenção de epidemias. A suplementação e reposição da colecalciferol, a vitamina D3 a vitamina D3, deve ser feita em altas doses. Muito alem das convencionadas 600 UI da medicina do passado, para ter uma idéia uma gota [0,05 ml] da solução de colecalciferol tem 1.000 UI [unidades internacionais].

    E há SIM UM DISTURBIO METABOLICO, pois, se as pessoas com resultado do exame de sangue abaixo de 50, já estiverem recebendo alimentação apropriada, existe indicio de dificuldade digestiva na absorção dos alimentos, depressão, estresse e tristeza que impedem a neurogenesis.

    “Revisando-se a literatura, verificamos que a carne vermelha libera, durante a digestão, a substância hemina, que possui propriedades tóxicas, porque penetra as membranas celulares carregando ferro para o interior das células, onde este eleva a produção de radicais livres. Para evitar tal efeito, a hemina é destruída, em sua maior parte, na própria célula intestinal (e o restante, no fígado), utilizando a vitamina B2. Tornou-se claro, então, que o indivíduo absorve a hemina, não tendo então a B2 para destruí-la. Assim, solicitamos a parada completa da ingestão de carne”. Coimbra acrescenta que o tratamento tradicional contra a doença, à base de medicamentos, deve ser concomitante à dieta proposta pelos pesquisadores.
    […]
    SBPC/Labjor – Brasil
    SBPC/Labjor – Brasil
    Disponível em http://www.comciencia.br/noticias/2003/06jun03/parkinson.htm
    ——

    Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla*
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
    *Dr. Cícero Galli Coimbra
    PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes, como Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão
    Dr. Cícero Galli Coimbra
    PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/

    “a situação fundamental é a mesma: a existência de um DISTÚRBIO METABÓLICO evidente e corrigível, capaz de explicar os eventos fisiopatológicos conhecidos, e cuja correção pode deter a progressão da doença (interrompendo a continuidade da morte neuronal crônica, recuperando células neuronais já afetadas pelo processo neurodegenerativo – mas que não atingiram ainda o ponto de irreversibilidade), promover a recuperação total em casos de início recente, ou ao menos parcial das deficiências neurológicas nos casos mais avançados (minimizando seqüelas permanentes) e impedir a morte.” [1]

    Disponivel em
    http://www.unifesp.br/dneuro/nexp/riboflavina/
    —-
    Dr. Cícero Galli Coimbra
    PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/
    —-
    Vitamin D: a natural inhibitor of multiple sclerosis From Colleen E. Hayes Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, 433 Babcock
    Disponivel em http://journals.cambridge.org/action/displayFulltext?type=1&fid=796912&jid=PNS&volumeId=59&issueId=04&aid=796900——
    Vitamin D: its role and uses in immunology
    HECTOR F. DELUCA2 and MARGHERITA T. CANTORNA*
    Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, Madison, Wisconsin 53706, USA; and
    * Department of Nutrition, Pennsylvania State University, University Park, Pennsylvania 16802, USA
    http://www.fasebj.org/cgi/content/full/15/14/2579 http://www.drtheo.com/vitaminD/documents/VitaminD-itsroleandusesinimmunology.pdf
    (The FASEB Journal. 2001;15:2579-2585.)
    —-

    1. 1. Disponivel em
    http://www.unifesp.br/dneuro/nexp/riboflavina/
    —-
    Dr. Cícero Galli Coimbra
    PHD Médico Neurologista e Professor Livre-Docente
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/
    —-

    Dra. Collen Hayes

    Vitamin D: a natural inhibitor of multiple sclerosis From Colleen E. Hayes Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, 433 Babcock Disponivel em http://journals.cambridge.org/action/displayFulltext?type=1&fid=796912&jid=PNS&volumeId=59&issueId=04&aid=796900——
    Vitamin D: its role and uses in immunology
    HECTOR F. DELUCA2 and MARGHERITA T. CANTORNA*
    Department of Biochemistry, University of Wisconsin-Madison, Madison, Wisconsin 53706, USA; and
    * Department of Nutrition, Pennsylvania State University, University Park, Pennsylvania 16802, USA
    http://www.fasebj.org/cgi/content/full/15/14/2579 http://www.drtheo.com/vitaminD/documents/VitaminD-itsroleandusesinimmunology.pdf
    (The FASEB Journal. 2001;15:2579-2585.)
    —-
    High prevalence of vitamin D deficiency and reduced bone mass in multiple sclerosis
    http://www.huffingtonpost.com/dr-david-perlmutter-md/vitamin-d-benefits_b_818912.html
    High prevalence of vitamin D deficiency and reduced bone mass in multiple sclerosis
    J. Nieves, PhD,
    F. Cosman, MD,
    J. Herbert, MD,
    V. Shen, PhD and
    R. Lindsay, MD
    —-
    Vitamin D and the immune system: new perspectives on an old theme
    Endocrinol Metab Clin North Am. 2010 June; 39(2):
    365–379.
    Endocrinol Metab Clin North Am. Author manuscript; available in PMC 2011 June 1.Published in final edited form as:Endocrinol Metab Clin North Am. 2010 June; 39(2): 365–379. doi: 10.1016/j.ecl.2010.02.010
    Martin Hewison, PhD
    Martin Hewison, Professor in Residence, Department of Orthopaedic Surgery and Molecular Biology Institute, David Geffen School of Medicine at UCLA, 615 Charles E. Young Drive South, Los Angeles, CA 90095, USA;
    National Center for Biotechnology Information, U.S. National Library of Medicine 8600 Rockville Pike, Bethesda MD, 20894 USA
    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2879394/?tool=pubmed
    —-
    Lack of Vitamin D Linked to Alzheimer’s and Vascular Dementia
    Friday, June 05, 2009 by: Sherry Baker, Health Sciences Editor
    Sherry Baker is a widely published writer whose work has appeared in Newsweek, Health, the Atlanta Journal and Constitution, Yoga Journal, Optometry, Atlanta, Arthritis Today, Natural Healing Newsletter, OMNI, UCLA’s “Healthy Years” newsletter, Mount Sinai School of Medicine’s “Focus on Health Aging” newsletter, the Cleveland Clinic’s “Men’s Health Advisor” newsletter and many others.
    Learn more: http://www.naturalnews.com/026392_Vitamin_D_Alzheimers_disease.html#ixzz3HnBD71Qg
    http://www.naturalnews.com/026392_Vitamin_D_Alzheimers_disease.html
    —-
    Factors in human vitamin D nutrition and in the production and cure of classical rickets Sítio canadense sobre e.m. DIRECT-MS
    Fatores nutricionais e suplementares relacionados à esclerose múltipla. http://www.direct-ms.org/
    —-
    “It is plausible that some 200 cases a year of MS might be prevented in Scotland alone by giving vitamin D to mothers and children,” he wrote.
    disponivel em http://www.timesonline.co.uk/tol/life_and_style/health/article5663483.ece-Vitamin D is ray of sunshine for multiple sclerosis patient
    —-
    Vitamin D in preventive medicine: are we ignoring the evidence? Vitamin D in preventive medicine: are we ignoring the evidence? A vitamina D em medicina preventiva: estamos ignorando as provas? Vitamina D em medicina preventiva: estamos ignorando as provas?
    Dispoível em
    http://64.233.163.132/translate_c?hl=pt-BR&langpair=en%7Cpt&u=http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12720576&prev=/translate_s%3Fhl%3Dpt-BR%26q%3DVitamina%2BD%2Be%2Bdepress%25C3%25A3o%26sl%3Dpt%26tl%3Den&rurl=translate.google.com.br&usg=ALkJrhjspQEBlxCMyClVGNWHjrZsYK2BOA
    Vitamin D supplementation: Recommendations for Canadian mothers and infants. A suplementação de vitamina D: Recomendações para as mães e bebês canadenses.. Paediatr Child Health. . Paediatr Child Health. 2007 Sep; 12(7):583-98. 2007 Sep; 12 (7) :583-98.[Paediatr Child Health. [Paediatr Child Health. 2007] 2007]
    Review Vitamin D and disease prevention with special reference to cardiovascular disease. Review vitamina D e prevenção de doenças, com especial referência à doença cardiovascular.Prog Biophys Mol Biol. Prog Biophys Mol Biol. 2006 Sep; 92(1):39-48. 2006 Sep; 92 (1) :39-48. Epub 2006 Feb 28. Epub 2006 Feb 28.[Prog Biophys Mol Biol. [Prog Biophys Mol Biol. 2006] 2006]
    Vitamin D in health and disease. Vitamina D na saúde e na doença.Clin J Am Soc Nephrol. Clin J Am Soc Nephrol. 2008 Sep; 3(5):1535-41. 2008 Sep; 3 (5) :1535-41. Epub 2008 Jun 4. Epub 2008 Jun 4.[Clin J Am Soc Nephrol. [Clin J Am Soc Nephrol. 2008] 2008]
    Review Sunlight and vitamin D for bone health and prevention of autoimmune diseases, cancers, and cardiovascular disease. Review Luz solar e vitamina D para a saúde óssea e prevenção de doenças auto-imunes, câncer e doenças cardiovasculares.Am J Clin Nutr. Am J Clin Nutr. 2004 Dec; 80(6 Suppl):1678S-88S. 2004 Dec; 80 (6 Suppl): 1678S-88S.[Am J Clin Nutr. [Am J Clin Nutr. 2004] 2004]
    —-
    Cristiane Rozicki, em junho 25, 2012 às 5:20 pm disse:
    Referencias Médico-Científicas Sobre Tratamento, Cura e Prevenção, doenças neurodegenerativas e autoimunes. Vitamina D.
    Referencias Médico-Científicas Sobre Tratamento, Cura e Prevenção, doenças neurodegenerativas e autoimunes. Vitamina D.
    Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla*
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/

    POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html
    Por Dr. Cícero Galli Coimbra
    Médico Internista e Neurologista
    Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo
    Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

    O vídeo referido na reportagem dominical de 27.05.12 da Folha está no endereço:
    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/05/28/folha-de-sao-paulo-terapia-polemica-usa-vitamina-d-em-doses-altas-contra-esclerose-multipla/

    Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/

    Taxas baixas de vitamina D na maioria da população preocupam especialistas
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/18/taxas-baixas-de-vitamina-d-na-maioria-da-populacao-preocupam-especialistas/
    Pediatras dobram recomendação de consumo diário de vitamina D
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/17/pediatras-dobram-recomendacao-de-consumo-diario-de-vitamina-d/
    Doses diárias de Sol – nos horários certos e com os devidos cuidados
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/12/doses-diarias-de-sol-nos-horarios-certos-e-com-os-devidos-cuidados/
    “(…) cerca de 70% da população mundial apresenta taxas inadequadas de vitamina D, substância que, dentro do corpo, trabalha como um hormônio. O fenômeno da insuficiência não poupa nem países tropicais, como o Brasil, e a defasagem tende a ser maior nas grandes cidades, já que, dentro de casa, no carro ou no escritório, as pessoas acabam fugindo do sol. De acordo com o endocrinologista Geraldo Santana, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, “a deficiência de vitamina D é um achado frequente e também preocupante devido à importante ação da substância no organismo.”
    Celso Galli Coimbra
    OABRS 11352
    cgcoimbra@gmail.com
    Em 19.06.2012
    __
    Vitamina D: A Desinformação Médica e o Direito à Informação do Cidadão
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/20/vitamina-d-a-desinformacao-medica-e-o-direito-a-informacao-do-cidadao/
    Vitamina D pode combater males que mais matam pessoas no mundo
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/
    Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes, Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, como depressão
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/
    Vitamina D é importantíssima para a saúde
    ”Estudos realizados no Brasil e no exterior apontam a importância da substância na prevenção e no tratamento do câncer, diabetes e de doenças neurológicas, cardiovasculares e até degenerativas, como a esclerose múltipla.”
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2009/09/22/vitamina-d-e-importantissima-para-a-saude/

    A importância da colina para a regeneração neuronal
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2009/09/18/a-volta-triunfal-do-ovo/
    “A colina é especialmente importante na gravidez. “Vários estudos já mostraram que ela é tão ou mais importante do que o ácido fólico durante a gestação”
    Antes inimigo da saúde cardiovascular, o alimento agora está liberado pelos médicos

    O tratamento com vitamina D deve ser feito com indicação por médico atualizado
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/22/o-tratamento-com-vitamina-d/

    Taxas baixas de vitamina D na maioria da população preocupam especialistas
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/18/taxas-baixas-de-vitamina-d-na-maioria-da-populacao-preocupam-especialistas/

    Solução que vem do sol – com os devidos cuidados
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/12/solucao-que-vem-do-sol-com-os-devidos-cuidados/
    11 de junho de 2012
    “A vitamina D, que precisa dos raios solares para ser sintetizada no corpo, é a base de uma alternativa revolucionária para tratar doenças autoimunes”

    Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes, como Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão
    Entrevista em TV com o Dr. Cícero Galli Coimbra, professor neurologista da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/

    Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
    Sobre este assunto, assista: Vitamina D – por uma outra terapia
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/04/12/vitamina-d-por-uma-outra-terapia/
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/
    —-
    Vitamina D pode combater males que mais matam pessoas no mundo
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/
    —-
    “POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO” – “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo,, em dezembro 9, 2012 às 7:16 pm disse:
    […] Esclerose múltipla, distúrbio metabólico. […]
    • Vitamina do Sol é sem protetor – a pele produz a Vitamina D, hormonio esteroide, na cura e na medicina preventiva
    https://objetodignidade.wordpress.com/category/vitamina-do-sol-e-sem-protetor-a-pele-produz-a-vitamina-d-hormonio-esteroide-na-cura-e-na-medicina-preventiva/
    Vitamina D
    o http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/vitamina-d/
    .
    Deficiência de vitamina D em grávidas
    03/01/2013 — Celso Galli Coimbra http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/03/deficiencia-de-vitamina-d-em-gravidas/
    __ Related articles
    • Maior acesso a suplementos de vitamina D pode “eliminar casos de raquitismo” – Greater access to vitamin D supplements would ‘cut the cases of rickets’ (biodireitomedicina.wordpress.com)
    • Níveis de Vitamina D e traumatismo encefálico – Vitamin D levels and traumatic brain injury (biodireitomedicina.wordpress.com)
    • Vitamina D diminui o risco de autismo nas crianças – Autism prevalence in the United States with respect to solar UV-B doses: An ecological study (biodireitomedicina.wordpress.com)
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/23/bibiliografia-cientifica-internacional-sobre-vitamina-d-60-724-titulos-nesta-data-na-scirus/
    __
    POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO
    Por Dr. Cícero Galli Coimbra
    Médico Internista e Neurologista
    Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo
    Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html
    —-

    A vital importância do hormônio conhecido por Vitamina D3 para a preservação ou recuperação de sua saúde de doenças autoimunes: exijam que seus médicos se atualizem
    Por Celso Galli Coimbra
    Celso Galli Coimbra – OABRS 11352
    cgcoimbra@gmail.com
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/
    https://www.facebook.com/celso.gallicoimbra
    http://www.youtube.com/biodireitobioetica
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/#comment-3220

    VITAMINA D e a RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO

    ”ATENÇÃO: o uso preventivo do Vitamina D3 é DIFERENTE do uso terapêutico deste hormônio-vitamina, que exige sempre a orientação e acompanhamento de médico com treinamento adequado para ser responsável pela avaliação caso a caso e a específica determinação de dosagem, em contrário haverá sérios danos à saúde.”
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/
    —-

  7. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/23/vitamina-d3-10-000-ui-diarias-e-vital-para-a-saude/

    5 FORMAS DE PROTEGER SEU CÉREBRO – Botar o ovo no cardápio e apanhar um pouco de sol todo dia é barato e fácil.
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/25/5-formas-de-proteger-seu-cerebro-3/

    “As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

    “As doses de 10.000 unidades podem ser utilizadas por todas as pessoas. As pessoas adultas que vivem em ambientes fechados, sem contato com o Sol, seja por causa do trabalho ou profissão, não só podem, devem usar 10.000 unidades todos os dias.”
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/04/dr-cicero-galli-coimbra-doencas-autoimunes-e-vitamina-d-se-a-natureza-nao-precisasse-de-10-000-unidades-todo-o-dia-nao-formava-uma-quantidade-tao-grande-em-tao-poucos-minutos/
    ―――――――――

    OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO

    25/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    Acrescentamos ao texto, que os pacientes podem ser vítimas das doenças e dos remédios, tanto quanto da ausência de tratamento eficaz para doenças para as quais existem terapias de alta complexidade e custo fornecidas pela indústria farmacêutica [remédios não eficazes e que não curam] , QUANDO a eficácia do tratamento pode ser realizada a BAIXO CUSTO, tanto para o paciente como para o Governo, o maior pagador do SUS [o povo que paga o segundo mais alto índice de impostos do planeta e, em troca, vê e recebe o menor retorno social, nem saúde nem educação]. Soma-se a este fato a ausência de prevenção à saúde, que é a providência de mais baixo custo ainda. Neste triângulo das bermudas criado pela indústria farmacêutica e aceito pela Medicina perdem-se recursos públicos, dinheiro dos pacientes e familiares, saúde e vidas. É neste triângulo da doença e da morte que funcionam os laços mercantis com a indústria de remédios e a medicina.
    A subtração – no Brasil – em especial do valor preventivo e terapêutico do hormônio conhecido por Vitamina D de baixíssimo custo, é um perfeito exemplo disto. Os medicamentos de alto custo da indústria farmacêutica para as doenças autoimunes precisam de PACIENTES VÍTIMAS da ganância desenfreada e da omissão das autoridades. O desinteresse das pessoas ainda saudáveis em informar-se em tempo sobre o que ocorre neste meio médico-farmacêutico, também contribui para o desastre da saúde.
    Por Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/
    —-

    “10.000 unidades todos os dias NÃO CAUSAM INTOXICAÇAO. Nos Estados Unidos, doses de 10.000 unidades de vitamina D são vendidas nas farmácias, sem receita médica. É assim porque a dose de 10.000 unidades não tem efeitos colaterais e não causa intoxicação” – Dr. Cícero Galli Coimbra

    O Dr. Cícero, quando questionado sobre a efetividade de seu tratamento afirmou categoricamente “[Com este tratamento com altas doses de vitamina D] a doença é desligada”.
    Ele também afirma que muitos médicos têm resistência a adotar novos tratamentos e podem enfrentar interesses econômicos das empresas farmacêuticas, fabricantes de medicamentos de alto custo para o tratamento da esclerose múltipla.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/instituto-da-autoimunidade-dr-cicero-galli-coimbra/

    O que é Autoimunidade?

    Autoimunidade é uma disfunção do nosso sistema imunológico, que deixa de reconhecer o próprio corpo e, ao invés de combater só vírus e bactérias “inimigas”, passa a atacar também células e tecidos saudáveis.
    As doenças autoimunitárias mais conhecidas são: esclerose múltipla, lúpus eritomatoso sistêmico, vitiligo, artrite-reumatóide, psoríase e diabetes mellitus tipo 1.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/o-que-e-autoimunidade.html
    POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO

    O Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade (“Instituto de Autoimunidade”) foi criado no primeiro semestre de 2011, a partir da iniciativa deste médico signatário e de ex-pacientes (atualmente seus amigos) que apresentavam manifestações autoimunitárias, e que foram beneficiados com o tratamento a eles oferecido. Atualmente essas pessoas possuem um nível normal de qualidade de vida, mantendo-se livres das agressões do sistema imunológico, ao ponto de considerarem-se ex-portadores da doença e participam da direção do Instituto de Autoimunidade, idealisticamente voltados para viabilizarem o mesmo benefício para outros pacientes, especialmente os mais carentes.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html
    Cícero Galli Coimbra
    Médico Internista e Neurologista
    Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo
    Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    por Celso Galli Coimbra

    Vídeos com pessoas que estão curadas e fizeram o tratamento com a Vitamina D. Mais de 10 anos que este tratamento eficiente é usado e autoimunidade tem cura sim.

    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

    Mais de 10 anos de tratamento com a Vitamina D – Exijam que seus médicos se atualizem!
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/mais-de-10-anos-de-tratamento-com-a-vitamina-d-exija-que-seus-medicos-se-atualizem/
    —-

    Traíção de uma Nação: autoridades de saúde dos EUA estão protegendo a deficiência de Vitamina D para beneficiar a Indústria Farmacêutica. Betrayal of a Nation: Why U.S. health authorities are keeping you vitamin D deficient and who stands to gain
    15/01/2013 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/15/traicao-de-uma-nacao-autoridades-de-saude-dos-eua-estao-protegendo-a-deficiencia-de-vitamina-d-para-benficiar-a-industria-farmaceutica-betrayal-of-a-nation-why-u-s-health-authorities-are-keeping-y/
    __
    A prescrição diária de 10.000 UIs de Vitamina D representaria para a indústria farmacêutica uma perda de 40% de uma receita de trilhões de dólares
    Quem não gosta de ser enganado criminosamente, pagando por isto como preço a perda de sua saúde, e mesmo de sua vida, tanto quanto a de seus familiares e amigos, SAIBA que o mesmo que é denunciado nos EUA pelo Dr. John Cannell, também alcança o Brasil com mais força ainda e com muito mais prejuízos.
    Pelos formidáveis interesses da Indústria Farmacêutica, os governos tudo fazem. Vocês somente poderão se opor a isto SE buscarem e examinarem as informações que de fato lhes interessem sobre preservação e recuperação da saúde. Leia com atenção o trecho de sua entrevista abaixo, considerando que o que está entre colchetes foi colocados por nós.
    Celso Galli Coimbra – OABRS 11352 – cgcoimbra@gmail.com
    ___
    (…) ”Nos dias atuais, a Internet é um campo fértil para se manter informado sobre este assunto [HORMÔNIO-VITAMINA D E SUA FUNÇAO VITAL PARA A SAÚDE HUMANA], embora não esteja à disposição de todos. Há centenas de artigos a respeito [HOJE, JÁ É DEZENAS DE MILHARES] mas, infelizmente, muitos deles estão disponíveis somente em inglês. É o caso do texto do neuropsiquiatra John Cannell (http://goo.gl/LlQOK).
    Ele acusa pesquisadores da indústria farmacêutica norte-americana de estarem tentando alterar a molécula da vitamina D, para transformá-la em uma substância patenteável, ou seja, em remédio. A influência deles é tamanha, a ponto de se manterem unidos em comitês que “aconselham” o governo dos Estados Unidos a estabelecer a dose recomendável, entre 200 e no máximo 400 unidades por dia, bem aquém do necessário [SER, HOJE, EM DOSE PREVENTIVA 10.000 UI – NÃO MENOS].
    Há orientação para não verificação de níveis de Vitamina D. E quando prescritas, são em dose ínfima perto da necessária em prevenção: 10.000 UI

    Além de prescrever doses mínimas, a maioria dos médicos sequer solicita dosagem da vitamina D no sangue.
    Dr. Cícero Galli Coimbra ressalta que muitos especialistas, que acompanham pacientes com osteoporose e recomendam essa quantidade de suplementação, ficariam surpresos ao constatar o quão baixo é o nível dessa substância no sangue.

    Cannell denuncia exatamente isso. “Só deixando a pele dos braços e das pernas expostas, uma pessoa de pele clara e jovem produz 10 mil unidades de vitamina D. Essa quantidade é 50 vezes maior do que aquela colocada à disposição do público como suplemento de vitamina D, com o título da dose recomendada. Caso fosse prescrito metade disso (5 mil) para toda a população adulta, haveria redução em 40% da ocorrência de novos casos de câncer, diz Dr. Cícero Coimbra.
    Isso representaria para a indústria farmacêutica uma perda de 40% de uma receita de trilhões de dólares”, completa.
    __

    “Por um novo paradigma de conduta e tratamento” – “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/12/09/por-um-novo-paradigma-de-conduta-e-tratamento-estamos-vivendo-uma-defasagem-entre-o-conhecimento-cientifico-e-a-pratica-medica-dr-cicero-galli-coimbra/

    Contato dos médicos que utilizam o protocolo de tratamento do Dr. Cícero Galli Coimbra com a Vitamina D3, o colecalciferol:

    CONSULTORIO DR. CÍCERO GALLI COIMBRA
    Rua Doutor Diogo de Faria 775 – Sala 94
    Vila Mariana – em frente ao Hospital Paulista
    Telefone (11) 50844642

    Como a exposição adequada ao sol estimula a produção de vitamina D pelo organismo.
    http://www.facebook.com/VitaminaD.HormonioVital
    __
    1. 1. De todos os tipos de raio solar, apenas o ultravioleta B (UVB) está relacionado à síntese de vitamina D. Abundante entre as 10 h da manhã e as 16 h, é aquele que, em excesso, nos deixa vermelhos como pimentão, e o principal fator de risco para o câncer de pele.

    “Sem duvida alguma, isso é uma coisa fundamental, o mundo tem que passar a tomar sol no horário correto, que basicamente é o horário em que a nossa sombra tem a mesma dimensão da nossa estatura. Este horário varia conforme a estação do ano e a latitude. O parâmetro adequado é olhar a sombra igual a extensão da sua estatura. Por isso então, por não deixar a pele do corpo exposto ao Sol, a deficiencia desse hormonio fundamental á saude traz doenças. É a deficiencia da vitamina D no organismo que leva a doenças.” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

    2. Ao incidirem sobre as células da epiderme (a camada mais superficial da pele), os raios UVB transformam um derivado do colesterol, o 7-DHC, em colecalciferol (a vitamina D3), uma forma inativa da vitamina D.

    3. Pela corrente sanguínea, a D3 chega ao fígado. Lá, ela é convertida em 25-hidroxivitamina D (ou 250HD). Uma curiosidade: para a análise da quantidade de vitamina D no organismo, os especialistas usam a dosagem de 250HD no sangue.

    4. A 250HD chega então aos rins, onde é finalmente convertida em vitamina D. Dos rins, a vitamina vai para todo o organismo. Nos intestinos, estimula a produção de proteínas responsáveis pela absorção de cálcio pelos ossos.

    5. Pesquisas recentes comprovam que praticamente TODOS os órgãos e tecidos do corpo possuem receptores para a vitamina D. Células da MAMA, PRÓSTATA, CÓLON, PULMÃO, CÉREBRO, entre outras, são capazes tanto de responder à ação da vitamina D que vem dos rins quanto de transformar a 250HD, proveniente do fígado, em vitamina D.
    __

    BIBLIOGRAFIA CIENTÍFICA INTERNACIONAL SOBRE O TRATAMENTO COM A VITAMINA D3, PARA A ESCLEROSE MÚLTIPLA (E.M.)

    “Sim. É importante que se diga, sobre a deficiencia deste hormonio esteroide no caso da esclerose múltipla, que hoje nós temos mais de 3.500 publicações medico-cientificas sobre este assunto. É importante que se diga, há 3 anos atrás existiam apenas 750 publicações acumuladas ao longo de 40 anos, e que hoje, em 3 anos, isso passou de 750 para mais de 3.500 publicações(1).” Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., neurocirurgião, neurocientista, professor na UNIFESP

    (1) Bibiliografia científica internacional sobre Vitamina D para “multiple sclerosis” (“vitamin D”)– 60.724 títulos nesta data na SCIRUS
    Acesse: “multiple sclerosis” (“vitamin D”)
    http://www.scirus.com/srsapp/search?q=%22multiple+sclerosis%22+%28%22vitamin+D%22%29&t=all&sort=0&g=s
    23/07/2012 — Celso Galli Coimbra – OABRS 11352
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/23/bibiliografia-cientifica-internacional-sobre-vitamina-d-60-724-titulos-nesta-data-na-scirus/
    __

    POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO
    Por Dr. Cícero Galli Coimbra
    Médico Internista e Neurologista
    Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo
    Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html
    —-

    A VITAL IMPORTÂNCIA DO HORMÔNIO CONHECIDO POR VITAMINA D3 PARA A PRESERVAÇÃO OU RECUPERAÇÃO DE SUA SAÚDE DE DOENÇAS AUTOIMUNES: EXIJAM QUE SEUS MÉDICOS SE ATUALIZEM

    Por Celso Galli Coimbra
    Celso Galli Coimbra – OABRS 11352
    cgcoimbra@gmail.com
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/
    https://www.facebook.com/celso.gallicoimbra
    http://www.youtube.com/biodireitobioetica

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/

    VITAMINA D e a RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO

    ”ATENÇÃO: o uso preventivo do hormonio Vitamina D3 é DIFERENTE do uso terapêutico deste hormônio-vitamina, que exige sempre a orientação e acompanhamento de médico com treinamento adequado para ser responsável pela avaliação caso a caso e a específica determinação de dosagem, em contrário haverá sérios danos à saúde.” (2)
    Celso Galli Coimbra
    Advogado, OABRS 11352
    cgcoimbra@gmail.com
    (2) http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/
    —————————-/
    Cristiane Rozicki
    Cr.rozicki@gmail.com

    Sobre a injustiça de um jogo econômico das doenças crônicas entre farmácias e a medicina visando o enriquecimento e não a cura das pessoas. No entanto há conhecimento atual da ciência medica voltada á prevenção, recuperação e cura completa de doenças neurodegenerativas, infecciosas e autoimunitárias, males que mais matam, entre tantas outras doenças que têm acometido a população do planeta. Doenças que hoje podem ser tratadas com terapia natural por médicos atualizados e com “treinamento adequado para ser responsável pela avaliação caso a caso e a específica determinação de dosagem, em contrário haverá sérios danos à saúde” (2).

    Todas as pessoas que desenvolvem doenças autoimunitárias e neurodegenerativas, tais como Mal de Parkinson, Esclerose Multipla, Psoríase, Vitiligo, Lúpus, Tireoidite, Artrite Reumatoide, Alzheimer, Diabetes, Câncer e a própria Depressão, entre outras, como Esquizofrenia, distúrbio Bipolar, Asma, têm verificada em exames de sangue, o 25(OH)D3, a deficiencia de Colecalciferol, a Vitamina D3, a vitamina do Sol.

    Porem é bom que se tenha consciência disso, todas essas patologias têm cura e existe meio eficaz de prevenir doenças por meio natural. Através da substancia que existe em todos os seres vivos há mais de 500 milhões de anos, que é o hormônio esteroide que a pele exposta ao sol nos horários corretos produz, conhecida como vitamina D.

    A saúde e a vida das pessoas humanas têm forte relação com a possibilidade de acesso à informação e educação. Esta certeza é do conhecimento planetário. Há tratados internacionais que refletem a preocupação com a importancia de prevenir danos à saúde através da informação e educação. Entre as convenções internacionais referentes à possibilidade de prevenção de deficiências, bem como de agravamento de doenças, encontram-se o Programa de Ação Mundial para Pessoas Deficientes e a Convenção de Salamanca.

    E a Lei Maior brasileira, que é o importante nesta questão tanto relativa à prevenção de doenças e a inviolabilidade do direito à vida quando ao acesso livre ao conhecimento e a informação, ainda não é cumprida. Da censura e descaso, existem fatos corriqueiros de larga omissão na oferta e divulgação da verdade cientifica assim como na prestação da assistência à saúde com recursos atuais de modo universal à toda população, como reza a Constituição do Brasil e o governo não a cumpre.

    Constituição da República Federativa do Brasil de 1988
    TÍTULO II
    Dos Direitos e Garantias Fundamentais
    CAPÍTULO I
    DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS
    Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida,…
    XIV – é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional;
    DA SAÚDE
    Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
    Art. 197. São de relevância pública as ações e serviços de saúde, cabendo ao Poder Público dispor, nos termos da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização e controle, devendo sua execução ser feita diretamente ou através de terceiros e, também, por pessoa física ou jurídica de direito privado.
    Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes:
    I – descentralização, com direção única em cada esfera de governo;
    II – atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais;
    § 1º. O sistema único de saúde será financiado, nos termos do art. 195, com recursos do orçamento da seguridade social, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, além de outras fontes. (Parágrafo único renumerado para § 1º pela Emenda Constitucional nº 29, de 2000)
    Art. 195. A seguridade social será financiada por toda a sociedade, de forma direta e indireta, nos termos da lei, mediante recursos provenientes dos orçamentos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e das seguintes contribuições sociais: (Vide Emenda Constitucional nº 20, de 1998)

    “Há evidencias de que a carencia de vitamina D3 provoca e agrava a esclerose múltipla” (Surtos da doença abalam o sistema nervoso central). Assim, também a deficiencia de Colecalciferol – Vitamina D3 – pode levar a problemas Cardiovasculares, AVCs, nascimento de crianças autistas, problemas na gestação, Alzheimer.

    “SIM, todas as pessoas, uma pessoa adulta deveria receber cerca de 10.000 UI por dia, o que significa uma quantidade 50 vezes acima da quantidade que normalmente é encontrada nas farmácias.”

    “TEM SOLUÇÃO SIM, É preciso haver uma conscientização, que haja a percepção da comunidade, dos governantes, do publico em geral, em relação a gravidade dessa situação”.

    – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., neurocirurgião, neurocientista, professor na UNIFESP

    Assista aos videos
    Dr. Cícero Galli Coimbra – Doenças Autoimunes e Vitamina D

    Vitamina D – Sem Censura – Dr. Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha

    —-
    OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO
    25/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/
    Ingestão diária de vitamina D pode evitar doenças graves
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    __
    Uma entidade de saúde britânica está lançando uma campanha para conscientizar a população do país para os benefícios da ingestão diária de suplementos de vitamina D, cuja deficiência está associada a inúmeras doenças. (…) estima-se que metade da população branca e 90% dos negros e asiáticos sofram de alguma doença relacionada à falta de vitamina D no organismo.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/ingestao-diaria-de-vitamina-d-pode-evitar-doencas-graves/
    A vital importância do hormônio conhecido por Vitamina D3 para a preservação ou recuperação de sua saúde de doenças autoimunes: exijam que seus médicos se atualizem
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/
    Mais de 10 anos de tratamento com a Vitamina D – Exijam que seus médicos se atualizem!
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    __

    Entrevistas com Junia, Márcia e Nayra sobre a experiência da família com o tratamento da vitamina D. Nayra descobriu a Esclerose Múltipla com 10 anos e é provavelmente uma das pacientes mais antigas tratando a EM com o Dr. Cícero Galli Coimbra.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/mais-de-10-anos-de-tratamento-com-a-vitamina-d-exija-que-seus-medicos-se-atualizem/
    Assista à série de vídeos, áudios e reportagens sobre a importância da Vitamina D:
    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para preservar à saúde

    ***

    VITAMINA D e a RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO
    __ ____

    Cristiane Rozicki
    Cr.rozicki@gmail.com
    A medicina convencional, e desatualizada, continua a receitar medicamentos de altíssimo custo e que provocam graves efeitos colaterais nos pacientes que os utilizam. Este comercio, aliado a medicina, sem objeções legais, éticas e morais, continua a crescer no Brasil. A medicina convencional e as farmácias aliadas continuam fabricando produtos que não curam e que sequer são questionados ou nem é verificada sua eficácia na melhora da qualidade de vida das pessoas.

    Qual foi o portador de esclerose múltipla que não recebeu a indicação e receita para comprar rebif, copaxone, interferon e fazer pulso terapias. Danoso à saúde, não trazem benefício prático ao doente, e garantem o crescimento financeiro de laboratórios e farmácias fabricantes daquelas drogas.

    ALGUNS DADOS SOBRE OS EFEITOS COLATERAIS

    Qual é a ética médica neste momento da aplicação das injeções?

    Os mais graves reflexos do uso do interferon, segundo a pesquisa, são a ocorrência de surtos, novas infecções, a depressão e até o suicídio.

    As origens do que hoje é chamado de Interferon, são de 50 anos atrás, quando começaram estudos na Europa. O Interferon é um antiviral, conhecido como imunomodulador. Esta opção de manejo da imunidade do paciente de E.M. ainda encontra opositores entre os neurologistas norte-americanos. A utilização do Interferon pretenderia evitar a evolução da desmielinização. Vale notar que não há recuperação do que foi perdido.

    Entre os efeitos colaterais pode ser o surgimento de necroses por causa das injeções, abalos ao fígado e medula óssea, e podem surgir infecções – bexiga por exemplo -, assim como pode acontecer novo ataque da E.M., novos surtos durante o tratamento com interferon podem ocorrer. Dor, mal estares, tonturas. Provoca depressão. Hoje, sabe-se que O TRATAMENTO CONVENCIONAL da esclerose múltipla, feito com o medicamento Interferon e corticosteroides, além de fisioterapia e fonoaudiologia, têm a redução em 30% das crises, surtos.(2)

    Este é um exemplo de ‘terapia’ inadequada:

    Depressão e ideias suicidas induzidas por interferon beta na esclerose múltipla.

    Arq. Neuro-Psiquiatr. v.60 n.3B São Paulo set. 2002
    INTERFERON BETA-1A-INDUCED DEPRESSION AND SUICIDAL IDEATION IN MULTIPLE SCLEROSIS Marco Aurélio Lana-Peixoto1, Antônio Lúcio Teixeira Jr.2, Vitor Geraldi Haase3

    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X2002000500007&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
    Arquivos de Neuro-Psiquiatria
    ISSN 0004-282X versão impressa
    O gasto mensal de um paciente com esclerose múltipla varia de R$ 2.300,00 a R$ 5.700,00 com o interferon-beta ou acetato de glatirâmer, segundo o portal da UNICAMP. MAS há relatos, entre os doentes, de que o gasto mensal com estas medicações, é de 8.000 a 11.000 reais.

    NO ENTANTO, ESTUDOS INDICAM QUE “A BASE DO TRATAMENTO não só da esclerose múltipla, mas de todas as doenças autoimunitárias, é a vitamina D3’’ explica Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., neurocirurgião, neurocientista. E há deficiencia de vitamina D CONFIRMADA EM EXAME DE SANGUE. E HÁ MODO DE PREVENIR – “SIM, todas as pessoas, uma pessoa adulta deveria receber cerca de 10.000 UI por dia, o que significa uma quantidade 50 vezes acima da quantidade que normalmente é encontrada nas farmácias”.

    “TEM SOLUÇÃO SIM, É preciso haver uma conscientização, que haja a percepção da comunidade, dos governantes, do publico em geral, em relação a gravidade dessa situação.” Advertência constante de Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista.

    No Brasil, o maior especialista da terapêutica com a vitamina D3 – o colecalciferol – é o neurologista Cícero Galli Coimbra, professor da Universidade Federal de São Paulo.

    “Como toda doença autoimunitária, a esclerose múltipla aumentou muito nos dias atuais. Nosso nível de exposição solar é hoje quase o mesmo que o dos ratos de laboratório”, lembra Cícero Coimbra.(2)

    Dr. Cícero Coimbra recomenda e avisa que a vitamina D3 com fins terapêuticos deve ser consumida sob rigorosa orientação médica, pois os níveis necessários para a eficácia do tratamento são muito mais altos do que os que se encontram nos produtos vendidos em farmácias. As doses elevadas de colecalciferol precisam de constantes exames, dieta alimentar isenta de laticínios e soja, rica em consumo de mais OVOS (no mínimo 3 por dia), frutas e verduras orgânicas, e hidratação diária de 2,5 litros de agua.

    “As mulheres adultas jovens são as principais vítimas da esclerose múltipla, doença que decorre da predisposição genética à baixa hidroxilase, isto é, ao baixo índice de transformação da vitamina D3 inativa em ativa, o que faz com que as células do sistema imunológico ataquem o sistema nervoso central ao invés de agredirem vírus e bactérias. Esses ataques ocorrem de modo intermitente, daí os surtos que caracterizam a doença”. Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista. (2)

    “Se não se corrigirem os níveis de vitamina D, a tendência é que, mesmo com o uso de Interferon, a pessoa vá acumulando surtos cada vez mais frequentes e sequelas. Com o tempo, perde-se o controle da bexiga, o que provoca infecções urinárias – e infecções também fazem com que ocorram novos surtos. A partir de então, o doente passa a ficar permanentemente acamado, situação que favorece problemas como broncopneumonia e outros” Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista. (2)
    (2) Cícero Galli Coimbra. Vitamina D pode revolucionar o tratamento da esclerose múltipla* – http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
    O tratamento não se limita somente a esclerose múltipla. É usado também em outras doenças autoimunes.

    Cristiane Rozicki
    Cr.rozicki@gmail.com
    ____

    A vital importância do hormônio conhecido por Vitamina D3 para a preservação ou recuperação de sua saúde de doenças autoimunes: exijam que seus médicos se atualizem
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/

    o Colecalciferol que é a Vitamina D3

    • Vitamina D – Por uma outra terapia (p/ a esclerose múltipla) – YouTube

    Em 2010, o jornalista começou o tratamento com vitamina D, que gerou bons resultados, segundo ele. Imediatamente, Daniel se questionou sobre o tratamento não ser divulgado. Por ser jornalista e motivado em divulgar o tratamento, ele fez um documentário.

    “POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO” – “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    Publicado em dezembro 9, 2012
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/12/09/por-um-novo-paradigma-de-conduta-e-tratamento-estamos-vivendo-uma-defasagem-entre-o-conhecimento-cientifico-e-a-pratica-medica-dr-cicero-galli-coimbra/

    Vitamin D Council website
    http://www.vitamindcouncil.org/
    This website is for anyone interested in vitamin D
    A vitamina ligada a doenças autoimunitárias

    Campanha de órgão britânico incentiva suplementação de vitamina D
    26/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    __
    A suplementação de Vitamina D – Segundo especialistas, ela evitaria a incidência de doenças como diabetes , tuberculose, esclerose múltipla e raquitismo.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/26/campanha-de-orgao-britanico-incentiva-suplementacao-de-vitamina-d/

    Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/10/09/vitamina-d-solucao-para-doencas-autoimunitarias-e-neurodegenerativas-2/

    Vitamina D – Sem Censura – Dr. Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha – 18.junho.2012
    “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra

    *Matéria publicada originalmente no Jornal do Advogado, edição de maio de 2010.
    Vitamina D pode combater males que mais matam pessoas no mundo
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/category/doencas-autoimunes/

    Falta vitamina D pelo mundo
    02/01/2013 — Celso Galli Coimbra

    Vitamin D status in a sunny country: Where has the sun gone?
    “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/08/13/vitamin-d-status-in-a-sunny-country-where-has-the-sun-gone/

    Referencias médico-cientificas de tratamento e prevenção com a Vitamina D, hormonio esteroide imunoregulador
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/08/10/referencias-medico-cientificas-de-tratamento-e-prevencao-com-a-vitamina-d-hormonio-esteroide-imunoregulador/

    Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas
    16/07/2012 — Celso Galli Coimbra
    fonte
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/16/vitamina-d-solucao-para-doencas-autoimunitarias-e-neurodegenerativas/

    Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas

    Campanha de órgão britânico incentiva suplementação de vitamina D
    26/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    __
    A suplementação de Vitamina D – Segundo especialistas, ela evitaria a incidência de doenças como diabetes , tuberculose, esclerose múltipla e raquitismo.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/26/campanha-de-orgao-britanico-incentiva-suplementacao-de-vitamina-d/

    Assista também à entrevista de junho de 2012, no Programa Sem Censura:

    Segundo este artigo publicado em revista de pediatria americana, o autismo estaria relacionado com falta de vitamina D.
    E parte do tratamento seriam suplementos de vitamina D.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/02/vitamina-d-diminui-o-risco-de-autismo-nas-criancas-autism-prevalence-in-the-united-states-with-respect-to-solar-uv-b-doses-an-ecological-study/
    —-

    Entrevista em TV com o Dr. Cícero Galli Coimbra, professor neurologista da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp.
    “Comentário: a principal razão pela qual a medicina atual desdenha estes importantes conhecimentos médicos já antigos e com ampla fundamentação na história recente da medicina e confirmados em vários países, através de diversas publicações, é simplesmente porque ela está subordinada aos interesses extremamente gananciosos da indústria farmacêutica internacional. O SIMERS do RS costuma usar a frase de divulgação de sua existência como “A verdade faz bem para a saúde!”, nos meios de comunicação.”
    “Cabe a pergunta: é verdade que os meios médicos gestores não ocultam a verdade já conhecida na medicina em prol de interesses estranhos aos dos pacientes?”
    “Lembrem que há Resoluções do CFM proibindo a divulgação do conhecimento médico para a população e outras que simplesmente atropelam a realidade do conhecimento médico, como, por exemplo, a Resolução Resolução 1752/2004 do Conselho Federal de Medicina, hoje revogada, e que permitia o aborto dos anencéfalos,onde, em seus considerandos, redefinia morte encefálica como sendo morte cerebral e de exclusivo diagnóstico clínico.” [3]
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2008/12/29/anencefalia-morte-encefalica-e-o-conselho-federal-de-medicina/
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/
    [3] Celso Galli Coimbra – OABRS 11352
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/
    ——-

    Sunlight, Vitamin D & Cancer
    Celso Galli Coimbra•

    Baixos níveis do hormônio-vitamina D relacionados com dor de cabeça – Low vitamin D linked to headache
    10/01/2013 — Celso Galli Coimbra
    __
    10 January 2013
    Non-migraine headache is associated with vitamin D deficiency, according to researchers in Norway
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/10/baixos-niveis-do-hormonio-vitamina-d-relacionados-com-dor-de-cabeca-low-vitamin-d-linked-to-headache/

    O Instituto da Autoimunidade, vinculado à terapia com o hormônio-vitamina D, foi criado pelo Dr. Cícero Galli Coimbra com a colaboração, inclusive, de ex-pacientes.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/


    Vitamina D é um hormônio vital para preservação e recuperação da saúde Sim, mas para quem pode ficar meia hora no Sol, todos os dias, com os braços totalmente descobertos e de calção ou short que deixe a maior parte da pele das pernas exposta também. E isto antes das 10:00 horas da manhã ou depois das 16 horas da tarde. Tenha-se em conta também que estas condições de tempo de exposição variam de acordo com a idade e a cor da pele: o mínimo é cerca de 30 minutos, mas não para todos. Pessoas com pele com mais melanina tem que se exporem por mais tempo. E depois da juventude a produção pela pele do hormônio-vitamina D vai diminuindo sua capacidade. Países europeus já mandaram colocar este hormônio-vitamina D nos alimentos de uso diário, que passaram a ser conhecidos por “fortificados”.
    Diante de nossa REALIDADE é impossível deixar de recorrer à suplementação e, ela deve ser exigida GRATUITAMENTE do Governo Federal.

    Vitamina D é um hormônio vital para preservação e recuperação da saúde Soma-se a estes fatos que em cidades maiores, onde está [óbvio] a maior parte da população, a poluição interfere com este processo.
    Deficiência de vitamina D na gravidez eleva risco de esquizofrenia – Low vitamin D in newborns linked to schizophrenia
    11/01/2013 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/11/deficiencia-de-vitamina-d-na-gravidez-e-em-recem-nascido-eleva-risco-de-esquizofrenia-low-vitamin-d-in-newborns-linked-to-schizophrenia/

    Segundo este artigo publicado em revista de pediatria americana, o autismo estaria relacionado com falta de vitamina D.
    E parte do tratamento seriam suplementos de vitamina D.
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/02/vitamina-d-diminui-o-risco-de-autismo-nas-criancas-autism-prevalence-in-the-united-states-with-respect-to-solar-uv-b-doses-an-ecological-study/
    —-

    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico – atualizado em 7/janeiro/2013
    em
    https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/07/esclerose-multipla-disturbio-metabolico-atualizado-em-7fevereiro2013/
    —-

  8. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    […] Vitamin D status in a sunny country: Where has the sun gone? […]

    “POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO” – “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    https://objetodignidade.wordpress.com/2012/12/09/por-um-novo-paradigma-de-conduta-e-tratamento-estamos-vivendo-uma-defasagem-entre-o-conhecimento-cientifico-e-a-pratica-medica-dr-cicero-galli-coimbra/
    POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO
    Por Dr. Cícero Galli Coimbra
    Médico Internista e Neurologista
    Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo
    Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html

    “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina.
    —-
    Esta é a realidade do mundo moderno, o atual estilo de vida, a falta de tempo, pouca ou nenhuma exposição da pele ao sol, e a deficiencia de vitamina D desregula a imunidade, o que desenvolve muitas doenças.

    A cura, e prevenção, de doenças neurodegenerativas e autoimunitárias é possível com o hormonio esteroide popularmente conhecido como a Vitamina do Sol. Hoje, já se sabe: a pandemia de doenças do mundo moderno progride por causa da deficiencia daquele hormonio. O corpo de todos os seres vivos produz o hormonio esteroide imunoregulador naturalmente, basta deixar a pele exposta ao Sol nos horários corretos.

    Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão, esclerose múltipla, câncer, artrite-reumatoide, diabetes, doenças cardiovasculares, diabetes, asma, infecções e todos os tipos de doenças. É a deficiencia da vitamina D no organismo que leva a essas doenças.Esta é a realidade do mundo moderno, o atual estilo de vida, a falta de tempo, pouca ou nenhuma exposição da pele ao sol, e a pandemia de doenças crônicas.
    Cristiane Rozicki
    9 de dezembro de 2012
    Cr.rozicki@gmail.com
    ————————

    Assista aos videos

    Dr. Cícero Galli Coimbra – Doenças Autoimunes e Vitamina D

    Vitamina D – Sem Censura – Dr. Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha

    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

    ———–
    Dr. Cicero Galli Coimbra
    Vitamina D – Sem Censura
    18.junho.2012

    “Estamos vivendo uma defasagem entre o conhecimento científico e a prática médica” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina.

    Sobre a vitamina D, Dr. Cícero Galli Coimbra explica que “essa substancia é na realidade um hormônio esteroide e que, por infelicidade, entre 1918 e 1922, foi chamada de vitamina D antes que se conhecesse qual era a verdadeira estrutura química dessa substancia. É importante que se saiba que este hormonio é o principal determinante do estado de saúde do mundo moderno, hoje vivendo uma pandemia de doenças autoimunitárias, neurodegenerativas e todos os tipos de infecções.”

    “O hormonio esteroide conhecido como vitamina D, é uma substancia química que controla 229 funções em cada uma de todas as nossas células do sistema imune. A deficiencia deste hormônio esteroide é praticamente um pré-requisito para desenvolver qualquer doença autoimunitária, para desenvolver câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, infecções. Em termos de deficiência de vitamina D, durante a gestação, leva ao nascimento de crianças autistas.”

    “É uma verdadeira tragédia de saúde publica saber que, por exemplo, numa cidade como São Paulo, 77 % da população tem deficiencia dessa substancia fundamental para a nossa saúde, no inverno paulistano.”

    “No mundo urbano moderno, infelizmente, o trabalho e a vida se desenvolvem entre 4 paredes. Todas as atividades são desenvolvidas em ambientes fechados, longe do sol, inclusive a diversão, seja por falta de tempo seja para fugir da violência, as pessoas já não se expõem ao sol. Então, sobre a possibilidade da produção do hormonio imunoregulador, não faz a mínima diferença se nós morarmos num pais tropical ou temperado. Vai fazer alguma diferença sim porque nos países temperados o inverno é muito longo, mas essa diferença está muito diluida hoje em dia, porque praticamente as pessoas não se expõem ao Sol, já não tomam um banho de sol diariamente, bastariam 30 minutos, e sem protetor na pele, pois nos horários corretos os raios solares são benéficos e promovem o bom funcionamento do sistema imune, produzindo a vitamina D, o hormonio imunoregulador.”

    “O Sol é o grande produtor dessa substancia no nosso organismo, de tal forma que a deficiencia deste hormonio esteroide deixa o organismo das pessoas sem imunidade, tornando-as propensas a desenvolver doenças, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão, esclerose múltipla, câncer, artrite-reumatoide, diabetes, doenças cardiovasculares, asma, infecções e todos os tipos de doenças. É a deficiencia da vitamina D no organismo que leva a essas doenças. Hoje isso, a deficiencia dessa substancia, é que levou o mundo á uma pandemia de doenças crônicas.”

    “No inicio de abril, este ano, uma organização governamental norte-americana, a CDC, Centers for Disease Control and Prevention (CDC), demonstrou que no inverno norte-americano pode haver apenas 1% da população não deficiente desse hormônio fundamental para a saúde humana.”

    “De tal forma, pode-se ter ideia da gravidade dessa situação num mundo em que as pessoas têm pouco contato com a luz solar. Hoje nós temos muito mais linhas de metro, usamos filme na janela do carro, colocamos protetor solar, que bloqueia completamente a produção de vitamina D e temos a ilusão de que a vitamina D – por ser chamada assim de vitamina D, estaria presente nos alimentos, o que é um grande engano e confusão provocados por isso, pelo desconhecimento de que é o Sol o produtor do hormonio esteroide que regula o sistema imune de todos os seres vivos.”
    Na verdade então, a gente tem que passar a tomar Sol

    “Sem duvida alguma, isso é uma coisa fundamental, o mundo tem que passar a tomar sol no horário correto, que basicamente é o horário em que a nossa sombra tem a mesma dimensão da nossa estatura. Este horário varia conforme a estação do ano e a latitude. O parâmetro adequado é olhar a sombra e a extensão da sua estatura. Se você colocar fator de proteção solar, nesse momento, numero 8, você reduz em 90 % a produção dessa substancia fundamental para a nossa saude. Se usar fator 15, você zerou a produção de vitamina D. Por isso então, por não deixar a pele do corpo exposto ao Sol, a deficiencia desse hormonio fundamental á saude traz doenças. É a deficiencia da vitamina D no organismo que leva a doenças.”

    “Hoje, isso, o estilo de vida e o mal hábito moderno de ver o sol como demonio que deve ser evitado em todas as horas e com protetor solar, levou o planeta á uma pandemia.”

    O protetor solar até engorda(1), além de principalmente inibir a absorção da luz solar pela pele e assim faz perder a oportunidade de produção da vitamina D no organismo das pessoas. E a deficiência desse hormonio fundamental para a saude de todos os seres vivos, a vitamina D, é que leva a todos os tipos de doenças, cardiovasculares, diabetes, neurodegenerativas, autoimunitárias e câncer. O medo do Sol é uma fobia sem razão (1.1), no horário em que a sua sombra tem a mesma extensão que a dimensão da pessoa, a radiação solar é benéfica, como explicou Dr. Cícero Galli Coimbra.

    Uma grande deficiência de vitamina D, hormonio imunoregulador, é encontrada nas cidades. Os protetores são lipogenicos(1) – engordam – por causa de sua estronicidade, que é toxica e provoca câncer.

    A deficiencia dessa substancia, hormonio esteroide que tem 229 funçoes em todas as células do sistema imune, é que levou o mundo á uma pandemia de doenças crônicas, esclarece Dr. Cícero Coimbra.

    A medição da vitamina D deveria estar incluida nos exames de sangue, aqueles que são feitos pelo SUS para avaliação da saude.

    “Sim. Infelizmente, o exame de sangue para a verificação da quantidade vitamina D no sangue – o 25(OH)D3 – das pessoas, não esta incluido, infelizmente nunca está incluido. A perda das 229 funções nas células do sistema imunológico, por causa da deficiência de vitamina D, o hormonio esteroide do qual estamos falando, torna o sistema imunológico completamente desregulado, de tal modo que ele tem dificuldade de reagir contra infecções e permite o organismo ser atacado por qualquer outra doença.’’

    Há evidencias de que a carencia de vitamina D provoca e agrava a esclerose múltipla (Surtos da doença abalam o sistema nervoso central). Assim, também a deficiencia de Colecalciferol pode levar a problemas Cardiovasculares, AVCs, nascimento de crianças autistas, problemas na gestação, Alzheimer.

    “Sim. É importante que se diga, sobre a deficiencia deste hormonio esteroide no caso da esclerose múltipla, que hoje nós temos mais de 3.500 publicações medico-cientificas sobre este assunto. É importante que se diga, há 3 anos atrás existiam apenas 750 publicações acumuladas ao longo de 40 anos, e que hoje, em 3 anos, isso passou de 750 para mais de 3.500 publicações.” (2)

    (2) Bibiliografia científica internacional sobre Vitamina D – 60.724 títulos nesta data na SCIRUS
    Acesse: “multiple sclerosis” (“vitamin D”)
    http://www.scirus.com/srsapp/search?q=%22multiple+sclerosis%22+%28%22vitamin+D%22%29&t=all&sort=0&g=s
    23/07/2012 — Celso Galli Coimbra – OABRS 11352
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/23/bibiliografia-cientifica-internacional-sobre-vitamina-d-60-724-titulos-nesta-data-na-scirus/
    __

    “Infelizmente este conhecimento não tem sido levado aos livros textos de medicina e isso gera esse desconhecimento, não só do público em geral mas até da classe médica em relação á gravidade dessa situação sobre a deficiência desse hormonio esteroide. Esta deficiencia torna as 229 funções do sistema imunológico do próprio organismo das pessoas desregulado, permitindo desenvolver qualquer doença, o que levou á pandemia do mundo atual.”

    A vitamina D não está presente nos alimentos?

    “A quantidade deste hormonio imunoregulador nos alimentos é irrisoria. Se voce ficar, por exemplo, nesse horário que eu mencionei a voces, exposta ao Sol, vestindo uma camiseta regata e uma bermuda – porque você tem que ter a pele exposta ao Sol -, em apenas 20 a 30 minutos, você produz 10.000 UI [unidades] de vitamina D. No caso dos alimentos, para alcançar esta quantidade de vitamina, voce teria que tomar 100 copos de leite, o que é impossível para qualquer ser humano.”

    NÓS PRECISAMOS DESSA QUANTIDADE, PRECISAMOS 10.000 UI DE COLECALCIFEROL, VITAMINA D, TODOS OS DIAS.

    “Se a natureza não precisasse de 10.000 unidades todo o dia, não formava uma quantidade tão grande em tão poucos minutos.”

    “Em 30 minutos, com uma boa parte da pele exposta ao sol, a pele produz 10.000 unidades do prohormonio imunoregulador, a vitamina D”.

    EXISTE UMA MEDIDA PREVENTIVA
    esclarece Dr. Cícero Coimbra.

    Isto é uma medida preventiva. Mesmo que voce não tenha desenvolvido doenças autoimunes: tomar sol de 20 a 30 minutos.

    “É praticamente um pré-requisito ter a deficiencia de vitamina D, para poder desenvolver essa doença”, autoimune, esclerose múltipla, ou outras doenças.

    “SIM, todas as pessoas, uma pessoa adulta deveria receber cerca de 10.000 UI por dia, o que significa uma quantidade 50 vezes acima da quantidade que normalmente é encontrada nas farmácias.”

    “TEM SOLUÇÃO SIM, É preciso haver uma conscientização, que haja a percepção da comunidade, dos governantes, do publico em geral, em relação a gravidade dessa situação. Eu lhe disse que em 20 a 30 minutos de exposição solar, seu organismo produziria cerca de 10.000 unidades de vitamina D.”

    “Os epidemiologistas já constataram o aumento do numero de crianças com diabetes na Europa” por falta de contato com o Sol. O mesmo é verificado com o aumento do numero de pessoas com câncer.

    “20 a 30 minutos de exposição da pele ao Sol produzem 10.000 unidades de vitamina D.”

    “Se as pessoas tomassem Sol, não existiria esta pandemia mundial de doenças”.

    “Para prevenção de doenças, essa quantidade de 10.000 unidades de colecalciferol é adequada”.

    “Quando a pessoa já esta com qualquer doença autoimune precisa de tratamento adequado á deficiencia de vitamina D.”

    “Este hormonio está presente nos organismos vivos há cerca de 500 milhões de anos”.

    “nunca alguém teve efeito colateral ou algum problema por expor a pele ao Sol nos horários corretos”.

    “Todos deveriam ter uma mínima exposição solar cerca de ½ hora no horário correto, seja esse horário de manha ou a tarde, 30 minutos pelo menos”.

    “A significativa importância de expor a pele ao sol, é a capacidade que o organismo de todas as criaturas vivas tem de produzir o hormonio esteroide que tem 229 funções em todas as células do sistema imune. A potencia dessa substancia é fantástica, ela mantem a imunidade nos seres vivos. Isto é capaz de impedir esta pandemia de inúmeras doenças do mundo moderno.”

    “As 10.000 unidades de 25hidroxivitaminaD têm função preventiva, sim. Para as pessoas que não estão doentes, esta abordagem é correta.”

    “Se todas as pessoas recebessem 10.000 unidades por dia, muito dificilmente existiriam doenças autoimunitárias”.
    “Por isso, pode-se ter noção da gravidade dessa situação.”

    “Quando a pessoa já esta com qualquer doença autoimune precisa de tratamento adequado á deficiencia de vitamina D.”
    “AS PESSOAS QUE JÁ ESTÃO DOENTES, PRECISAM DE DOSES SUPLEMENTARES SUPERIORES E ADEQUADAS Á DEFICIENCIA DO ORGANISMO DE CADA UM.”
    “Pode-se verificar a carencia de um organismo através do exame de sangue 25(OH))D3.”

    “A medida adequada/ideal, no sangue, determinada pela SOCIEDADE INTERNACIONAL DE ENDOCRINOLOGIA, é de 40 nanogramas por mililitro de sangue. Esta é a medida para uma pessoa com saude normal.”

    ESCLEROSE MÚLTIPLA

    “Por exemplo, portadores de esclerose múltipla, doença autoimunitaria, têm 14 nanogramas/ml de sangue. No caso da esclerose múltipla, a própria doença resiste á absorção da luz solar, exacerbando os sintomas da doença quando a pessoa se expõe ao sol”.

    E são varios sintomas de problemas neurologicos: coordenação motora, perda da sensibilidade, força muscular, perda da visão, tonturas, diplopia, espasticidade, dor. A esclerose multipla tem como característica mais previsível, a imprevisibilidade. Não há dois portadores cuja doença siga o mesmo curso, bem como cada indivíduo sofre variações diferentes ao longo da progressão da esclerose múltipla (VER nota 4, sobre esclerose multipla).

    É importante que se diga, e esta É A OBSERVAÇÃO DE DR. CÍCERO GALLI COIMBRA, as pessoas que FAZEM TRATAMENTO COM A VITAMINA D (colecalciferol), e USAM DOSES ELEVADAS de colecalciferol (vitamina D), devem manter a dieta recomendada, sem laticínios.
    http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html
    O motivo é que a vitamina D (colecalciferol), transforma-se em cálcio e SE EXISTIR CONSUMO DE LATICÍNIOS, HÁ O RISCO DE PREJUDICAR OS RINS. Pois aumenta a quantidade de cálcio no organismo. Os laticínios têm cálcio e são absorvidos no intestino. Leite de soja também é proibido. Este cuidado é necessário.

    A vitamina D aumenta a potencia do organismo no combate ás infecções.

    “É NECESSÁRIA A MUDANÇA DE MENTALIDADE” diz Dr. Cícero.

    “Ficar sob o sol não há problema algum, é necessária a mudança de mentalidade”.

    É preciso assinalar a fundamental importância da vitamina D. Baixos índices de vitamina D no sangue estão diretamente associados ao estresse emocional ou sofrimento. Em casos de doenças autoimunitárias, tais como a esclerose múltipla, artrite reumatoide, psoriase, hipertireoidismo, hipotireoidismo, lupus, vitiligo, Alzheimer, por exemplo, existe deficiência de vitamina D confirmada em exames de sangue.

    Esta deficiência de vitamina D torna as pessoas mais sucetiveis à depressão e aos estados de sofrimento emocional, que são as condições adequadas à perda de massa neural, o envelhecimento do sistema nervoso. Por outro lado, a solução simples, para estas pessoas, é o consumo de altas doses de vitamina D. A vitamina D é capaz de produzir um estado de bem-estar indescritível. Unida ao estado de tranqüilidade e nutrição adequada, a vitamina D permite a obtenção de uma condição de estabilização e recuperação do sistema nervoso. É importante que se saiba, em condições de equilíbrio — vitaminas deficientes complementadas e o aspecto emocional tranquilo –, voltam a nascer células-tronco, e novos neuronios, todos os dias. Dr. Cícero Galli Coimbra, entrevista em 2009, disponível em:

    Estresse, depressão e fortes emoções produzem substancias oxidantes e formam radicais livres. Estas substancias são neurotóxicas. Os abalos ao sistema nervoso central por causa da continuidade de um estado depressivo e estilo de vida estressante, são observados pelos médicos e cientistas. As consequencias são graves. Todas as pessoas que desenvolvem doenças autoimunitárias e neurodegenerativas, tais como Mal de Parkinson, Esclerose Multipla, Psoríase, Vitiligo, Tireoidite, Artrite Reumatoide, Alzheimer, e a própria Depressão, entre outras, têm, verificada em exames de sangue, o 25(OH)D3, deficiencia de Colecalciferol, a vitamina do Sol.

    “Sobre a depressão e a vitamina D, existem mais de 9800 publicações medico-cientificas.”

    “ESTAMOS FALANDO DE UM PROHORMONIO ESTEROIDE QUE TEM UMA POTENCIA FANTÁSTICA”. Diz Dr. Cícero Galli Coimbra, entrevistas.

    São 10.000 unidades todos os dias que a natureza produz, se voce deixar sua pele exposta ao Sol. Entenda a Vitamina do Sol, o prohormonio esteroide que tem 229 funções, ou genes, que atua no sistema imune, há 500 bilhões de anos – explica Dr. Cícero Galli Coimbra.

    “A pele regula o quanto de hormonio imunológico que necessita, alcançada a quantidade que o corpo precisa ela – a pele – para de produzir o hormonio, a vitamina D.”

    0-0-0-0-0-0-0-0-0-0

    (1) Os protetores são lipogenicos
    Programa Viva Mais 20/08/2011 – Parte 1
    Entrevista com Dr. Lair Ribeiro, cardiologista e nutrologo.

    (1.1) A farsa do filtro solar. O sol não é o principal vilão!

    (2) Bibiliografia científica internacional sobre Vitamina D – 60.724 títulos nesta data na SCIRUS
    Acesse: “multiple sclerosis” (“vitamin D”)
    http://www.scirus.com/srsapp/search?q=%22multiple+sclerosis%22+%28%22vitamin+D%22%29&t=all&sort=0&g=s
    23/07/2012 — Celso Galli Coimbra – OABRS 11352http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/23/bibiliografia-cientifica-internacional-sobre-vitamina-d-60-724-titulos-nesta-data-na-scirus/

    (4) Carta Objeto Dignidade. Melhor prevenir do que remediar.

    Cristiane Rozicki

    https://objetodignidade.wordpress.com/carta-objeto-dignidade-melhor-prevenir-do-que-remediar-danos-a-saude-podem-ser-evitados/

    Danos à saúde podem ser evitados.

    Esclerose múltipla, distúrbio metabólico.
    https://objetodignidade.wordpress.com/esclerose-multipla-disturbio-metabolico/

    Sobre Vitamina D, assista ao vídeo do Programa Sem Censura:
    Vitamina D – Sem Censura – Dr. Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha
    __
    http://www.scirus.com/srsapp/search?q=%22multiple+sclerosis%22+%28%22vitamin+D%22%29&t=all&sort=0&g=s

    A entrevista de Dr. Cícero Galli Coimbra e Daniel Cunha – Vitamina D – Programa Sem Censura 06.2012
    1. Entrevista no Programa Sem Censura – Vitamina D – Dr. Cícero Galli Coimbra e Daniel Cunha
    2. Lista de médicos que proporcionam terapia com Vitamina D
    3. Vitamin D – For an alternative therapy
    4. Vitamina D – Por uma outra terapia


    Informações Por Celso Galli Coimbra, disponível em:
    29/junho/2012

    “Dia 18 de junho, o Programa Sem Censura recebeu o jornalista Daniel Cunha e o neurologista Cícero Galli Coimbra para uma conversa sobre a nova terapia para tratamento de esclerose múltipla com vitamina D.”

    Veja links sobre o mesmo assunto:

    1. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/

    2. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/04/12/vitamina-d-por-uma-outra-terapia/

    3. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/

    4. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/

    5. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/05/28/folha-de-sao-paulo-terapia-polemica-usa-vitamina-d-em-doses-altas-contra-esclerose-multipla/

    6. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/18/taxas-baixas-de-vitamina-d-na-maioria-da-populacao-preocupam-especialistas/

    “(…) cerca de 70% da população mundial apresenta taxas inadequadas de vitamina D, substância que, dentro do corpo, trabalha como um hormônio. O fenômeno da insuficiência não poupa nem países tropicais, como o Brasil, e a defasagem tende a ser maior nas grandes cidades, já que, dentro de casa, no carro ou no escritório, as pessoas acabam fugindo do sol. De acordo com o endocrinologista Geraldo Santana, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, “a deficiência de vitamina D é um achado frequente e também preocupante devido à importante ação da substância no organismo.”

    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/29/vitamina-d-sem-censura-dr-cicero-galli-coimbra-e-daniel-cunha/

    ——–
    VitaminDCouncil

    Vitamin D and Risk of Ischemic Heart Disease

    Apelo do Dr. Rath às pessoas da Alemanha, da Europa e de todo mundo, Berlim 13.03.2012

    Vitamina D
    visualizar lista de reprodução completa ( 5 vídeos)

    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

    ◊ Dr. Cícero Galli Coimbra é médico graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979), possui título de especialista em medicina interna (1981) e neurologia (1983) pela mesma instituição, e em neurologia pediátrica (1985) pelo Jackson Memorial Hospital da Universidade de Miami, EUA. Obteve o título de mestre (1988) e doutor (1991) em Neurologia pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado (1993) pela Universidade de Lund, Suécia. Atualmente é Professor Livre Docente do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo, onde dirige o Laboratório de Fisiopatologia Clínica e Experimental. Atua na área de Medicina (Neurologia e Clínica Médica), com ênfase em doenças neurodegenerativas e autoimunitárias.
    ———–

  9. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    por Celso Galli Coimbra

    Vídeos com pessoas que estão curadas e fizeram o tratamento com a Vitamina D. Mais de 10 anos que este tratamento eficiente é usado e autoimunidade tem cura sim.

    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

    Mais de 10 anos de tratamento com a Vitamina D – Exijam que seus médicos se atualizem!
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/mais-de-10-anos-de-tratamento-com-a-vitamina-d-exija-que-seus-medicos-se-atualizem/
    —-

    Traíção de uma Nação: autoridades de saúde dos EUA estão protegendo a deficiência de Vitamina D para beneficiar a Indústria Farmacêutica. Betrayal of a Nation: Why U.S. health authorities are keeping you vitamin D deficient and who stands to gain15/01/2013 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/15/traicao-de-uma-nacao-autoridades-de-saude-dos-eua-estao-protegendo-a-deficiencia-de-vitamina-d-para-benficiar-a-industria-farmaceutica-betrayal-of-a-nation-why-u-s-health-authorities-are-keeping-y/
    __
    A prescrição diária de 10.000 UIs de Vitamina D representaria para a indústria farmacêutica uma perda de 40% de uma receita de trilhões de dólares

    Quem não gosta de ser enganado criminosamente, pagando por isto como preço a perda de sua saúde, e mesmo de sua vida, tanto quanto a de seus familiares e amigos, SAIBA que o mesmo que é denunciado nos EUA pelo Dr. John Cannell, também alcança o Brasil com mais força ainda e com muito mais prejuízos.

    Pelos formidáveis interesses da Indústria Farmacêutica, os governos tudo fazem. Vocês somente poderão se opor a isto SE buscarem e examinarem as informações que de fato lhes interessem sobre preservação e recuperação da saúde. Leia com atenção o trecho de sua entrevista abaixo, considerando que o que está entre colchetes foi colocados por nós. Celso Galli Coimbra – OABRS 11352 – cgcoimbra@gmail.com
    ___
    (…) ”Nos dias atuais, a Internet é um campo fértil para se manter informado sobre este assunto [HORMÔNIO-VITAMINA D E SUA FUNÇAO VITAL PARA A SAÚDE HUMANA], embora não esteja à disposição de todos. Há centenas de artigos a respeito [HOJE, JÁ É DEZENAS DE MILHARES] mas, infelizmente, muitos deles estão disponíveis somente em inglês. É o caso do texto do neuropsiquiatra John Cannell (http://goo.gl/LlQOK).

    Ele acusa pesquisadores da indústria farmacêutica norte-americana de estarem tentando alterar a molécula da vitamina D, para transformá-la em uma substância patenteável, ou seja, em remédio. A influência deles é tamanha, a ponto de se manterem unidos em comitês que “aconselham” o governo dos Estados Unidos a estabelecer a dose recomendável, entre 200 e no máximo 400 unidades por dia, bem aquém do necessário [SER, HOJE, EM DOSE PREVENTIVA 10.000 UI – NÃO MENOS].

    —-

  10. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

    Vitamina D3 – 10.000 UI diárias é vital para à saúde
    por Celso Galli Coimbra

    Vídeos com pessoas que estão curadas e fizeram o tratamento com a Vitamina D. Mais de 10 anos que este tratamento eficiente é usado e autoimunidade tem cura sim.

    Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

    Mais de 10 anos de tratamento com a Vitamina D – Exijam que seus médicos se atualizem!
    23/12/2012 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/mais-de-10-anos-de-tratamento-com-a-vitamina-d-exija-que-seus-medicos-se-atualizem/
    —-

    Traíção de uma Nação: autoridades de saúde dos EUA estão protegendo a deficiência de Vitamina D para beneficiar a Indústria Farmacêutica. Betrayal of a Nation: Why U.S. health authorities are keeping you vitamin D deficient and who stands to gain15/01/2013 — Celso Galli Coimbra
    http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/15/traicao-de-uma-nacao-autoridades-de-saude-dos-eua-estao-protegendo-a-deficiencia-de-vitamina-d-para-benficiar-a-industria-farmaceutica-betrayal-of-a-nation-why-u-s-health-authorities-are-keeping-y/
    __
    A prescrição diária de 10.000 UIs de Vitamina D representaria para a indústria farmacêutica uma perda de 40% de uma receita de trilhões de dólares

    Quem não gosta de ser enganado criminosamente, pagando por isto como preço a perda de sua saúde, e mesmo de sua vida, tanto quanto a de seus familiares e amigos, SAIBA que o mesmo que é denunciado nos EUA pelo Dr. John Cannell, também alcança o Brasil com mais força ainda e com muito mais prejuízos.

    Pelos formidáveis interesses da Indústria Farmacêutica, os governos tudo fazem. Vocês somente poderão se opor a isto SE buscarem e examinarem as informações que de fato lhes interessem sobre preservação e recuperação da saúde. Leia com atenção o trecho de sua entrevista abaixo, considerando que o que está entre colchetes foi colocados por nós. Celso Galli Coimbra – OABRS 11352 – cgcoimbra@gmail.com
    ___
    (…) ”Nos dias atuais, a Internet é um campo fértil para se manter informado sobre este assunto [HORMÔNIO-VITAMINA D E SUA FUNÇAO VITAL PARA A SAÚDE HUMANA], embora não esteja à disposição de todos. Há centenas de artigos a respeito [HOJE, JÁ É DEZENAS DE MILHARES] mas, infelizmente, muitos deles estão disponíveis somente em inglês. É o caso do texto do neuropsiquiatra John Cannell (http://goo.gl/LlQOK).

    Ele acusa pesquisadores da indústria farmacêutica norte-americana de estarem tentando alterar a molécula da vitamina D, para transformá-la em uma substância patenteável, ou seja, em remédio. A influência deles é tamanha, a ponto de se manterem unidos em comitês que “aconselham” o governo dos Estados Unidos a estabelecer a dose recomendável, entre 200 e no máximo 400 unidades por dia, bem aquém do necessário [SER, HOJE, EM DOSE PREVENTIVA 10.000 UI – NÃO MENOS].

    —-

  11. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  12. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  13. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  14. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  15. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  16. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  17. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  18. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  19. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  20. […]     Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  21. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  22. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  23. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  24. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  25. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  26. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  27. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  28. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  29. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

  30. […] Vitamina D: solução para doenças autoimunitárias e neurodegenerativas […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: