Contato dos médicos – Blog Vitamina D, Por uma outra terapia

Contato dos médicos.

http://vitaminadporumaoutraterapia.wordpress.com/contatos-de-medicos/

Contato dos médicos

 

Aqui você encontra os contatos de médicos no Brasil que realizam o tratamento com vitamina D baseados no protocolo desenvolvido pelo doutor Cícero Coimbra. Esta área será atualizada na medida em que tivermos o conhecimento de outros profissionais que passem a trabalhar com esta metodologia.

Médicos que fazem parte da equipe do Dr. Cícero:

 

Dr. Cícero Galli Coimbra
Especialidade: Neurologia
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Rua Diogo de Faria, 775 conj. 94
Tel: (11) 5908-5969

 

Dr. Danilo Chiaradia Finamor
Especialidade: Dermatologia
Cidade: São Paulo
Endereços:
– Rua Nuporanga, 77 – Tel: (11) 5082-1013
– Rua Diogo de Faria, 775 conj. 94 – Tel: (11) 5908-5969

 

Dra. Haládia Simião (novo)
Especialidade: Endocrinologista / Clínica Geral
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Rua Diogo de Faria, 775, conj. 94
Tel: (11) 5908-5969

 

Dr. Walter Feldman (novo)
Especialidade: Clínico Geral
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Rua Diogo de Faria, 775, conj. 94
Tel: (11) 5908-5969

 

Dr. Sergio Menendez Lucero
Especialidade: Clínico Geral
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Rua Diogo de Faria, 775, conj. 94
Tel: (11) 5908-5969

 

 

Médicos que tiveram acesso ao protocolo do Dr. Cícero Coimbra e estão tratando pacientes com altas doses de vitamina D, mas não estão seguindo a mesma metodologia necessariamente:

 

Dr. Sílvio Laganá
Especialidade:
 Nutrologia
Cidade: São Paulo
Endereço: Rua Francisco Leitão, 210
Tel: (11) 3088-3711

 

Dr. Edison Saraiva Neves
Especialidade:
 Nutrologia
Cidade: Brasilia/DF
Endereço: SHLN lote 10 bl J. Ed. Multiclinicas salas 3/05/307.
Tel: (61) 3274-8661

 

Dr. André Costa Lage (novo)*
Especialidade:
 Clínico Geral e Acupunturista
Cidade: Vespasiano/MG (a 20 km de Belo Horizonte)
Tel: (31) 3621-3110

 

 

Outros profissionais que trabalham com vitamina D no tratamento de doenças autoimunitárias, mas sem relação nenhuma com o protocolo do dr. Cícero Coimbra:

 

Dr. Francisco Eristow Nogueira
Especialidade:
 Anestesia/Acupuntura
Cidade: Fortaleza/CE
Tel: (85) 3252-2348 ou (85) 9959-9783

 

——-

Câncer de mama: a vitamina D ou mastectomia

Câncer de mama: a vitamina D ou mastectomia
27/05/2013 — Celso Galli Coimbra

__

“(…) sua forma muitas vezes letal de câncer de mama tende a atacar as mulheres mais jovens e é resistente aos tratamentos existentes , mas Gonzalo e seus colegas agora acreditam que a VITAMINA D poderia ser um tratamento para muitas mulheres com esta forma mortal de câncer de mama. “

__

Did Angelina Jolie choose the best option for preventing breast cancer? Because having surgery to remove both breasts is a personal choice, we may never have the answer to this question. However, a double mastectomy does not have to be the only choice a woman has.

English: pink ribbon (Photo credit: Wikipedia)

According to an article in Natural News, investigators for The Journal of Cell Biology, led by Susana Gonzalo, Ph.D., assistant professor of biochemistry and molecular biology at Saint Louis University, ‘… (researchers) have found a molecular pathway that contributes to triple-negative breast cancer. This often deadly form of breast cancer tends to strike younger women and is resistant to existing treatments, but Gonzalo and colleagues now believe vitamin D could be a treatment for many women with this deadly form of breast cancer.’

The research team identified a pathway of molecules in women who are born with BRCA1 gene mutations, which increases their risk for developing breast and ovarian cancers. Tumors grow when the pathway is activated. These tumors don’t respond to standard cancer treatments such as chemotherapy.

It was found that vitamin D turned the molecular pathway off. A study conducted at the German Cancer Research Center with researchers from the University Hospitals in Hamburg-Eppendorf, published in the medical journal Carcinogenesis, showed evidence that women with low blood levels of vitamin D had a much greater risk of breast cancer. In fact, women who had been diagnosed with the most aggressive form of breast cancer had low blood levels of vitamin D.

As many as 1 in 500 women in the US carry the genetic mutation that increases their risk for breast cancer by 60 percent. Even with these high odds against them, women can choose to closely monitor for signs of cancer and begin a regimen of vitamin D supplements.

There have been many recent discoveries in cancer research which give hope to people battling all forms of cancer. We now know about the increased risk of cancer by eating processed meats with sodium nitrates. This includes hot dogs, lunch meats, canned meats, sausage, bacon and frozen meals with meat.

Eating whole foods that have not been genetically altered, fresh organic fruits and vegetables and meat from farms that hasn’t been pumped full of antibiotics and growth hormones is a healthy way to reduce cancer risks. Spicing foods with Turmeric is another way to decrease the risk of cancer.

Although many cures have been found for several types of cancer, they are not well known. For instance, adding vitamin D to your cancer-fighting regimen does not earn money for doctors who make a living treating patients with chemotherapy and radiation. As sad as it is, cancer is a money-making machine. Natural cures are dismissed by the mainstream medical researchers because there is no money in them.

With all of the billions of dollars poured into cancer research in the last 50 years, isn’t it a bit odd that so few cures and treatments have been found? Or have they? There are nearly 100 cancer research institutes in America who operate on donations. If simple, natural cures for cancer were found, thousands of people would be out of a job. It would be counter-productive to find a cure that is safe and affordable.

What do you think? Are there more cures for cancer than we are aware of or do you believe that cancer is destined to be with mankind forever? Please comment and share your thoughts on this subject.

http://www.examiner.com/article/breast-cancer-vitamin-d-or-mastectomy

__

Related articles

Jolie aunt dies of breast cancer days after op-ed (news.yahoo.com)
Angelina Jolie’s aunt Debbie Martin dies of breast cancer (guardian.co.uk)
——

Celso Galli Coimbra - OABRS 11352

 

__

 

“(…) sua forma muitas vezes letal de câncer de mama tende a atacar as mulheres mais jovens e é resistente aos tratamentos existentes , mas Gonzalo e seus colegas agora acreditam que a VITAMINA D poderia ser um tratamento para muitas mulheres com esta forma mortal de câncer de mama. “

 

__

 

 

Did Angelina Jolie choose the best option for preventing breast cancer? Because having surgery to remove both breasts is a personal choice, we may never have the answer to this question. However, a double mastectomy does not have to be the only choice a woman has.

 

 

 

According to an article in Natural News, investigators for The Journal of Cell Biology, led by Susana Gonzalo, Ph.D., assistant professor of biochemistry and molecular biology at Saint Louis University, ‘… (researchers) have found a molecular pathway that contributes…

Ver o post original 521 mais palavras

Dr. Cícero Galli Coimbra, fundador e Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade, medico neurologista, Phd., M.D., professor na Universidade Federal de São Paulo

cool-photography-sun-surf-surfing-Favim.com-138479Arquivos em Objeto Dignidade

Dr. Cícero Galli Coimbra, fundador e Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade, medico neurologista, Phd., M.D., professor na Universidade Federal de São Paulo

 

·       Algumas perguntas sobre o Hormônio-Vitamina D

———-

Como funciona e qual é a relação entre vitamina D e proteção ao câncer

Vitamina D – Sem Censura – Dr. Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha

https://www.youtube.com/watch?v=cIwIWim4hNM&list=PLeqEGmvbpULN2NfNfnLU6bYse4fp9alQS&index=44

Altos níveis do Hormônio-Vitamina D reduzem o risco de 19 tipos de câncer – Dr William Grant

https://www.youtube.com/watch?list=PLeqEGmvbpULN2NfNfnLU6bYse4fp9alQS&v=n0HmGAF8Dr4&feature=player_detailpage

 Vitamina D e Câncer – Considerações Finais – Vitamin D and Cancer – Closing Remarks

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=o2fzGJoNBk4

 

Como funciona e qual é a relação entre vitamina D e proteção ao câncer

 

Autor(a):       Rita de Cássia Borges de Castro

Data:             09/11/2012 15:10:00

http://www.nutritotal.com.br/perguntas/?acao=bu&id=695&categoria=16
Como funciona e qual é a relação entre vitamina D e proteção ao câncer?
A vitamina D tem sido associada com a prevenção de várias doenças crônicas, incluindo diversos tipos de câncer, como colorretal, mama, próstata e pele, além da relação com a manutenção da homeostase do cálcio  a saúde óssea.A exposição solar, através dos raios UVB (ultravioleta B), induz na pele a síntese vitamina D pela conversão de 7-deidrocolesterol em vitamina D3 (colecalciferol ou pré-vitamina D3). A vitamina D pode ser obtida pela dieta através do colecalciferol, de origem animal e o ergocalciferol (vitamina D2), de origem vegetal. As principais fontes naturais de vitamina D são peixes como salmão, atum e cavala, seguido de fígado, gema de ovo, queijo e cogumelos. Existem também diversos alimentos fortificados com vitamina D sintética, incluindo leite e produtos lácteos, suco de laranja, cereais matinais, barras de cereais, fórmulas infantis e margarinas.

A vitamina D proveniente da dieta é absorvida no intestino delgado na forma lipossolúvel incorporada a quilomícron. No fígado, esse complexo se liga a uma proteína-ligante de vitamina D e é metabolizado, juntamente com a vitamina D3 sintetizada pela pele. A vitamina D sofre hidroxilação na posição C-25 pela enzima hepática 25-hidroxilase, resultando na formação da 25-hidroxicolecalciferol (25(OH)D3 ou calcidiol), principal forma circulante da vitamina D. Nos rins ocorre uma segunda hidroxilação na posição C-1 do calcidiol através da enzima 1-alfa-hidroxilase (CYP27B1), formando o 1,25(OH)2D3, a forma mais ativa da vitamina D. Os níveis séricos de 25(OH)D é a principal forma circulante de vitamina D, pois sua meia vida é consideravelmente mais longa do que a da 1,25(OH)2D3 (15 dias contra 15 horas).

Diversos mecanismos moleculares têm sido propostos para os efeitos protetores da vitamina D no câncer. Muitos desses mecanismos estão relacionados com a produção de 1,25(OH)2D3 por tecidos que possuem a enzima CYP27B1, como a próstata, cólon, mama e pâncreas. Nas células destes tecidos, a 1,25(OH)2D3 liga-se ao receptor da vitamina D (VDR) em que, no núcleo celular formam um complexo para influenciar a expressão de genes envolvidos na regulação da inflamação, apoptose de células tumorais, diminuição da proliferação, diferenciação celular e imunomodulação. Estudos têm verificado que uma maior expressão do receptor de vitamina D está diretamente relacionada na modulação da proliferação e diferenciação celular, bem como na indução de apoptose em células tumorais.

Diversos estudos in vitro, in vivo e estudos epidemiológicos demonstram um papel importante da vitamina D especialmente na redução da incidência do câncer colo-retal. Pesquisadores verificaram em uma metanálise que indivíduos com os níveis séricos de 25(OH)D3 ≥ 82 nmol/l tiveram uma incidência 50% menor de câncer colorretal do que aqueles com níveis ≤ 30 nmol/l.

A relação entre os níveis séricos de vitamina D e o risco de desenvolver alguns tipos de câncer foi revisada em 2008 por Holick, no qual o autor sugere uma redução de 30 a 50% do risco de desenvolver câncer colorretal, mama e próstata, caso haja um aumento de vitamina D, através da ingestão diária de 1000 UI ao dia ou da exposição solar, elevando os níveis séricos de 25(OH)D3 para mais de 30 ng/mL.

Outro estudo verificou que a ingestão de alimentos enriquecidos com vitamina D, totalizando 400 UI/dia, foi associada à redução do risco de desenvolver câncer de mama. Pesquisas sugerem que os níveis séricos de 25(OH)D3 ou 1,25 (OH)2D3 parecem menores em pacientes com câncer de mama avançado ou metastático em relação àquelas pacientes com doenças em estágio inicial. Além disso, existem evidências que baixos níveis sérios de 25(OH)D3 ao diagnóstico estejam relacionados a um pior prognóstico, isto é, maior chance de recidiva da doença.

Em resumo, as evidências são bastante convincentes de que existe uma relação entre níveis inadequados de vitamina D com o aumento do risco de câncer e/ou a progressão do tumor. Entretanto, ainda são necessários mais estudos para essa afirmação e não é recomendada suplementação com altas doses de vitamina D com o intuito de prevenir o câncer. Os pesquisadores sugerem que a ingestão de vitamina D seja em torno de 600 UI (15 mcg) por dia, conforme as novas DRI (Dietary Reference Intakes), publicadas em 2010.

Leia mais

Novas recomendações para cálcio e vitamina D

Suplementação de vitamina D com cálcio diminui mortalidade em idosos

Quais pacientes podem se beneficiar do uso de suplementos de cálcio e vitamina D?

Bibliografia (s)Davis CD, Milner JA. Nutrigenomics, vitamin D and cancer prevention. J Nutrigenet Nutrigenomics. 2011;4(1):1-11.

Fleet JC, DeSmet M, Johnson R, Li Y. Vitamin D and cancer: a review of molecular mechanisms. Biochem J. 2012;441(1):61-76.

Toner CD, Davis CD, Milner JA. The vitamin D and cancer conundrum: aiming at a moving target. J Am Diet Assoc. 2010;110(10):1492-500.

McCullough ML, Bostick RM, Mayo TL. Vitamin D gene pathway polymorphisms and risk of colorectal, breast, and prostate cancer. Annu Rev Nutr. 2009;29:111-32.

High Doses of Vitamin D Cut MS Relapses

High Doses of Vitamin D Cut MS Relapses

Study Shows Vitamin D May Help Reduce Relapse Rate of Multiple Sclerosis
By

WebMD Health News

Reviewed by Louise Chang, MD
d_improves_ms

April 28, 2009 (Seattle) — High doses of vitamin D dramatically cut the relapse rate in people with multiple sclerosis, a study shows.

Sixteen percent of 25 people with multiple sclerosis (MS) given an average of 14,000 international units (IU) of vitamin D a day for a year suffered relapses, says Jodie Burton, MD, a neurologist at the University of Toronto. In contrast, close to 40% of 24 MS patients who took an average of 1,000 IU a day — the amount recommended by many MS specialists — relapsed, she says.

Also, people taking high-dose vitamin D suffered 41% fewer relapses than the year before the study began, compared with 17% of those taking typical doses.

People taking high doses of vitamin D did not suffer any significant side effects, Burton tells WebMD.

The findings were presented at the annual meeting of the American Academy of Neurology.

In contrast to many vitamins, no recommended dietary allowance (RDA) has been established for vitamin D. Instead, the Institute of Medicine has set a so-called adequate intake level; the recommendations are 200 IU daily for people under 50, 400 IU daily for people 50 to 70, and 600 IU for those over 70.

John Hooge, MD, an MS specialist at the University of British Columbia in Vancouver who was not involved with the research, says he recommends MS patients take at least 1,000 IU and “probably 2,000 IU” day.

“This is an impressive study that shows that even higher doses are probably safe and even more effective. Maybe next year, I’ll be recommending higher doses,” he tells WebMD.

Vitamin D vs. Relapsing MS

Most of the people in the study had the relapsing form of MS, characterized by repeated relapses with periods of recovery in between. They suffered from the disease for an average of eight years.

“They had very mild disease, with an average score of 1.25 on the Extended Disability Status Scale, where zero corresponds to normal and 10 to death,” Burton says. Participants suffered one relapse every other year, an average.

People in the high-dose group were given escalating doses of vitamin D in the form of a concentrate that could be added to juice for six months, to a maximum of 40,000 IU daily. Then doses were gradually lowered over the next six months, averaging out to 14,000 IU daily for the year.

The rest of the participants were allowed to take as much vitamin D as they and their doctors thought was warranted, but it averaged out to only 1,000 IU daily.

Everyone also took 1,200 milligrams of calcium a day. Vitamin D is essential for promoting calcium absorption in the gut and together with calcium, helps promote bone health.

1|2

Vitamin D vs. Relapsing MS continued…

Vitamin D appears to suppress the autoimmune responses thought to cause MS, Burton says. In MS, haywire T lymphocytes — the cellular “generals” of the immune system — order attacks on the myelin sheaths that surround and protect the brain cells.

In people given high-dose vitamin D in the study, T cell activity dropped significantly. That didn’t happen in people who took lower doses.

The researchers also measured the concentration of 25-hydroxyvitamin D [25(OH)D], also known as calcidiol, in the blood. The Institute of Medicine says that is the best indicator of a person’s vitamin D status.

There’s no ideal level, although concentrations of less than 50 nanomoles per liter of blood are considered inadequate for good health. In the study, it appeared MS patients did best if levels reached 100 nanomoles per liter, Burton says.

People with MS should talk to their doctors about whether they might benefit from vitamin D supplements, she says.

“Too much vitamin D can be harmful for people with certain medical conditions such as kidney disease,” Burton says. “Also doctors can monitor your blood levels of 25(OH)D.”

http://www.webmd.com/multiple-sclerosis/news/20090428/high-doses-vitamin-d-cut-ms-relapses

—-

Boa Ideia Da Semana: Vitamina D para doenças autoimunes na rede pública

safe_image.php

Jornalista portador de esclerose múltipla dirigiu vídeo retratando a experiência de pacientes beneficiados: Vitamina D – por uma outra terapia

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=erAgu1XcY-U

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/04/12/vitamina-d-por-uma-outra-terapia/

Mais de 10 anos de tratamento com vitamina D para esclerose múltipla

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=fQN32qR_M2Y

Entrevistas com Junia, Márcia e Nayra sobre a experiência da família com o tratamento da vitamina D. Nayra descobriu a EM há mais de 10 anos e é provavelmente uma das pacientes mais antigas tratando a EM com o Dr. Cícero Coimbra

Dr Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha – Vitamina D Sem Censura

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=v4E4_vCdo-0

Dr. Cícero Galli Coimbra e Marcelo Palma – Esclerose múltipla e o tratamento  com a  vitamina D – 28.01.13 – TV MundiVitaminD1

http://www.youtube.com/watch?v=hv6tD3B0Nlo&list=PLeqEGmvbpULNrc8biL5LF9Mp3-WbJT2Ao

http://www.youtube.com/watch?list=PLeqEGmvbpULNrc8biL5LF9Mp3-WbJT2Ao&feature=player_detailpage&v=hv6tD3B0Nlo

Entrevistas com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o hormônio-vitamina D http://www.youtube.com/playlist?list=PLeqEGmvbpULN2NfNfnLU6bYse4fp9alQS

Vitamina D é um hormônio vital para preservação e recuperação da saúde

http://www.facebook.com/VitaminaD.HormonioVital

Vitamina D – 10.000 UI diárias podem preservar sua saúde e sua vida – legendado

http://www.youtube.com/watch?v=PhRJelmTUpQ

 VitaminD1

Doenças autoimunitárias e neurodegenerativas: sobre a gravidade da deficiência de hormônio imunoregulador e o tratamento com reposição da Vitamina D – Dr. Cícero Galli Coimbra PhD, MD, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

 https://objetodignidade.wordpress.com/2013/04/06/doencas-autoimunitarias-e-neurodegenerativas-sobre-a-gravidade-da-deficiencia-de-hormonio-imunoregulador-e-o-tratamento-com-reposicao-da-vitamina-d-dr-cicero-galli-coimbra-phd-md-preside/

 

Boa Ideia Da Semana: Vitamina D para doenças autoimunes na rede pública

Fri , 13/1/2012

igorpaulin

A prefeitura de São Paulo estuda a possibilidade de criar em sua rede pública de Saúde um ambulatório específico para o tratamento de portadores de doenças autoimunes. Esses males são uma espécie de fogo amigo do próprio organismo e são gerados quando o próprio corpo passa a se atacar como se estivesse combatendo uma doença externa. Exemplos mais comuns desse tipo de enfermidade são a esclerose múltipla, o lúpus e a artrite reumatoide. O tratamento costuma ser baseado no uso de corticoides e imunossupressores com efeitos colaterais e de altíssimo custo — o tratamento mensal pode custar até R$ 11.000 pela rede pública.

Na última década, no entanto, uma série de estudos científicos tem demonstrado a relação das doenças autoimunes com déficits de vitamina D no corpo. Desde então, médicos tem obtido resultados satisfatórios no tratamento desses males com a aplicação dessa vitamina — que, apesar do nome, não tem a estrutura química de uma vitamina, mas de um hormônio como a testosterona. O ambulatório da prefeitura paulistana funcionaria por meio de um convênio firmado com o Instituto de Investigação e Tratamento de Doenças Autoimunitárias, uma instituição fundada por médicos e portadores desse tipo de doenças no ano passado para estudar para tratar portadores desse tipo de doenças com baixa renda. A Organização Não-Governamental é presidida pelo neurologista Dr. Cícero Galli Coimbra, PhD, MD, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e tem entre seus conselheiros o deputado Walter Feldman (PSDB), formado em medicina intensivista.

Igor Paulin

http://colunas.revistaepoca.globo.com/felipepatury/tag/cicero-galli/

Doenças autoimunitárias e neurodegenerativas: sobre a gravidade da deficiência de hormônio imunoregulador e o tratamento com reposição da Vitamina D – Dr. Cícero Galli Coimbra PhD, MD, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

Doenças autoimunitárias e neurodegenerativas: sobre a gravidade da deficiência de hormônio imunoregulador e o tratamento com reposição da Vitamina D – Dr. Cícero Galli Coimbra PhD, MD, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

 155336_345790338850350_1260490623_n

Jornalista portador de esclerose múltipla dirigiu vídeo retratando a experiência de pacientes beneficiados: Vitamina D – por uma outra terapia

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=erAgu1XcY-U

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/04/12/vitamina-d-por-uma-outra-terapia/

 

Mais de 10 anos de tratamento com vitamina D para esclerose múltipla

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=fQN32qR_M2Y

Entrevistas com Junia, Márcia e Nayra sobre a experiência da família com o tratamento da vitamina D. Nayra descobriu a EM há mais de 10 anos e é provavelmente uma das pacientes mais antigas tratando a EM com o Dr. Cícero Coimbra

 

Dr Cicero Galli Coimbra e Daniel Cunha – Vitamina D Sem Censura

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=v4E4_vCdo-0

Dr. Cícero Galli Coimbra e Marcelo Palma – Esclerose múltipla e o tratamento  com a  vitamina D – 28.01.13 – TV Mundi

http://www.youtube.com/watch?v=hv6tD3B0Nlo&list=PLeqEGmvbpULNrc8biL5LF9Mp3-WbJT2Ao

http://www.youtube.com/watch?list=PLeqEGmvbpULNrc8biL5LF9Mp3-WbJT2Ao&feature=player_detailpage&v=hv6tD3B0Nlo

Entrevistas com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o hormônio-vitamina D http://www.youtube.com/playlist?list=PLeqEGmvbpULN2NfNfnLU6bYse4fp9alQS

Vitamina D é um hormônio vital para preservação e recuperação da saúde

http://www.facebook.com/VitaminaD.HormonioVital

 

Vitamina D – 10.000 UI diárias podem preservar sua saúde e sua vida – legendado

http://www.youtube.com/watch?v=PhRJelmTUpQ

 

“Infelizmente este conhecimento não tem sido levado aos livros textos de medicina e isso gera esse desconhecimento, não só do público em geral mas até da classe médica em relação á gravidade dessa situação sobre a deficiência desse hormonio esteroide, conhecido como vitamina D. Esta deficiencia torna as 229 funções do sistema imunológico do próprio organismo das pessoas desregulado, permitindo desenvolver qualquer doença, o que levou á pandemia do mundo atual.” – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., MD, neurocirurgião, neurocientista, professor na UNIFESP

 https://objetodignidade.wordpress.com/2012/12/09/por-um-novo-paradigma-de-conduta-e-tratamento-estamos-vivendo-uma-defasagem-entre-o-conhecimento-cientifico-e-a-pratica-medica-dr-cicero-galli-coimbra/

DANOS À SAÚDE PODEM SER EVITADOS

A vital importância do hormônio conhecido por Vitamina D3 para a preservação ou recuperação de sua saúde de doenças autoimunes: exijam que seus médicos se atualizem

23/12/2012 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/23/vitamina-d3-e-sua-saude/

 

Vitamina D revoluciona tratamento da esclerose múltipla e todas autoimunes

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/

• a ingestão de 10.000 UI / dia de vitamina D3 não tem qualquer toxicidade.

Doses elevadas de vitamina D precisam de acompanhamento medico permanente, exames clínicos, dieta e hidratação diárias orientadas por medico atualizado para não danificar a saúde do paciente.

 

Colecalciferol, a vitamina D3,10.000 UI ou 10 ng/ml tem valor preventivo e não tem efeitos colaterais . Esta dose é vendida nas farmácias nos Estados Unidos sem receita medica, porque não faz mal algum. Previne doenças.

 

OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO

25/12/2012 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/

 

A responsabilidade Civil e Criminal Médica na Desinformação às pessoas – Revista VEJA, 2.304: “O que você não sabe sobre a Vitamina do Sol. Ela continua a surpreender a medicina com novos efeitos benéficos.”

20/01/2013 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/01/20/a-responsabilidade-civil-e-criminal-medica-na-desinformacao-as-pessoas-revista-veja-2-304-o-que-voce-nao-sabe-sobre-a-vitamina-do-sol-ela-continua-a-surpreender-a-medicina-com-novos-efe/

”ATENÇÃO: o uso preventivo do Vitamina D3 é DIFERENTE do uso terapêutico deste hormônio-vitamina, que exige sempre a orientação e acompanhamento de médico com treinamento adequado para ser responsável pela avaliação caso a caso e a específica determinação de dosagem, em contrário haverá sérios danos à saúde.”

—————

 

“NAS CÉLULAS DO SISTEMA IMUNOLÓGICO, a vitamina D tem a função de produzir o que se chama de tolerância imunológica, ou seja, de impedir que essas células agridam o próprio organismo, que é o que acontece nas doenças autoimunitárias”, explica Coimbra. Nas pessoas com pré-disposição genética para doenças autoimunitárias, a transformação da vitamina D inativa em ativa (hidroxilase) dentro das células do sistema imunológico é lenta, o que favorece o surgimento desse tipo de doença. “Hoje, já se sabe que o risco de esclerose múltipla aumenta quando se têm níveis baixos de vitamina D. O que propomos é a elevação dos níveis de vitamina D ao ponto máximo que não provoque efeitos tóxicos ao organismo. O sucesso do tratamento com vitamina D vem sendo demonstrado.”

 

“A esclerose múltipla, bem como as outras doenças do sistema imunológico, é um mal dos tempos modernos – e isso também tem a ver com o sol. Nossos antepassados sofriam muito menos com isso. “Nossos avós tinham uma vida na lavoura, iam à feira livre fazer compras. Hoje, nós pegamos o metrô, descemos num shopping center, entramos num carro com Insulfim, descemos na garagem de um prédio e subimos de elevador. Como toda doença autoimunitária, a esclerose múltipla aumentou muito nos dias atuais. Nosso nível de exposição solar é hoje quase o mesmo que o dos ratos de laboratório”, adverte Cícero Coimbra.”

Fonte: www.biodireitomedicina.worpdpress.com

 

Desenvolvido no Brasil em 2003, pelo neurologista Dr. Cícero Galli Coimbra, PhD, MD, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o tratamento com vitamina D consiste na reposição deste natural hormonio imunoregulador presente no organismo de todos os seres vivos há 750 milhões de anos. Segundo o médico, cerca de 70% das pessoas que sofrem de esclerose múltipla ou outras doenças autoimunes apresentam níveis muito baixos desse nutriente, o que se correlaciona com uma frequência maior de manifestações – surtos no caso da esclerose múltipla e com sequelas neurológicas mais acentuadas após cada ocorrência.

 

Desde então, a experiência clínica de Dr. Cícero Galli Coimbra com pacientes de esclerose múltipla no país tem apresentado quadros de estabilidade da doença, regressão de sequelas — com o retorno às atividades físicas — e até mesmo melhoras em lesões no cérebro e na medula, reveladas por ressonâncias magnéticas. O mesmo protocolo é eficaz no tratamento de outras doenças autoimunitárias, como artrite reumatoide, lúpus, psoríase, vitiligo, diabetes e hipotireoidismo.

 

Dr. Cicero Galli Coimbra fala sobre prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e autoimunes com Vitamina D

Baixos índices de vitamina D3 no sangue estão diretamente associados ao estresse emocional ou sofrimento. Em casos de doenças autoimunitárias, tais como a esclerose múltipla, artrite reumatoide, psoriase, hipertireoidismo, hipotireoidismo, lupus, vitiligo, por exemplo, existe deficiência de vitamina D confirmada em exames de sangue. Esta deficiência de vitamina D torna as pessoas mais suscetíveis à depressão e aos estados de sofrimento emocional, que são as condições adequadas à perda de massa neural, o envelhecimento do sistema nervoso. Por outro lado, a solução simples, para estas pessoas, é o consumo de altas doses de vitamina D3. A vitamina D é capaz de produzir um estado de bem-estar indescritível, e unida ao estado de tranquilização, permite a obtenção de uma condição de estabilização e recuperação do sistema nervoso. É importante que se saiba, em condições de equilíbrio — vitaminas deficientes complementadas e o aspecto emocional tranquilo –, voltam a nascer células-tronco, e novos neuronios, todos os dias

Estas informações foram expostas na entrevista com Dr. Cícero Galli Coimbra sobre o sistema nervoso, o estresse emocional, depressão, doenças e o envelhecimento dos neurônios. A importancia da Vitamina D foi comentada e explicada por Dr. Cícero Galli Coimbra em:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=yRQkITHjZ5k

“a situação fundamental é a mesma: a existência de um distúrbio metabólico evidente e corrigível, capaz de explicar os eventos fisiopatológicos conhecidos, e cuja correção pode deter a progressão da doença (interrompendo a continuidade da morte neuronal crônica, recuperando células neuronais já afetadas pelo processo neurodegenerativo — mas que não atingiram ainda o ponto de irreversibilidade), promover a recuperação total em casos de início recente, ou ao menos parcial das deficiências neurológicas nos casos mais avançados  (minimizando seqüelas permanentes) e impedir a morte.” [1]

[1]Dr. Cícero Galli Coimbra

PhD, MD, Médico Neurologista e Professor Livre-Docente

Departamento de Neurologia e Neurocirurgia — Universidade Federal de São Paulo — Unifesp/EPM — Sofrimento emocional. — Em defesa da administração de doses elevadas de riboflavina associada à eliminação dos fatores desencadeantes no tratamento (…).

Disponivel em http://www.unifesp.br/dneuro/nexp/riboflavina/c.htm

 

 ‘‘O benefício da vitamina D fica ainda mais nítido, diz Coimbra, se observarmos que os casos de esclerose múltipla são muito mais frequentes nos países nórdicos, como as nações escandinavas e o Canadá, onde a exposição da população aos raios solares é muito baixa. O sol, como se sabe, é a principal fonte de vitamina D com a qual contamos. “A radiação solar da manhã e do final da tarde faz com que o nosso organismo produza vitamina D. Uma pessoa que fique na beira da piscina de sunga, com 90% do corpo exposto ao sol por apenas 10 minutos, produz mais vitamina D do que a contida na dose diária normalmente recomendada pelo médicos. Mas atenção: o mesmo não acontece com o sol do meio-dia, que provoca câncer de pele”, orienta o médico.’’-

Sobre a vitamina D, Dr. Cícero Galli Coimbra explica que “essa substancia é na realidade um hormônio esteroide e que, por infelicidade, entre 1918 e 1922, foi chamada de vitamina D antes que se conhecesse qual era a verdadeira estrutura química dessa substancia. É importante que se saiba que este hormonio é o principal determinante do estado de saúde do mundo moderno, hoje vivendo uma pandemia de doenças autoimunitárias, neurodegenerativas e todos os tipos de infecções.”

“O hormonio esteroide conhecido como vitamina D, é uma substancia química que controla 229 funções em cada uma de todas as nossas células do sistema imune. A deficiencia deste hormônio esteroide é praticamente um pré-requisito para desenvolver qualquer doença autoimunitária, para desenvolver câncer, doenças cardiovasculares, diabetes, infecções. Em termos de deficiência de vitamina D, durante a gestação, leva ao nascimento de crianças autistas.”

Fonte: http://biodireitomedicina.wordpress.com/

Sua depressão pode ser devido à deficiência de D de vitamina

04/04/2013 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/04/04/sua-depressao-pode-ser-devido-a-deficiencia-de-d-de-vitamina/

Falta de luz solar piora estado de pessoas com depressão. Falta do hormônio-vitamina D

04/04/2013 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/04/04/falta-de-luz-solar-piora-estado-de-pessoas-com-depressao-falta-do-hormonio-vitamina-d/

O Hormônio-Vitamina D interfere com cerca de 3.000 genes associados a muitas doenças, diminuindo os seus riscos

04/04/2013 — Celso Galli Coimbra http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/04/04/vitamina-d-interfere-com-cerca-de-3-000-genes-associados-a-muitas-doencas-diminuindo-os-seus-riscos/

__

A verdade sobre a vitamina D é uma enorme ameaça para o sistema estabelecido do lucro médico-indústrias farmaceuticas

 

• a ingestão de 10.000 UI / dia de vitamina D3 não tem qualquer toxicidade.

Doses elevadas de vitamina D precisam de acompanhamento medico permanente, exames clínicos, dieta e hidratação diárias orientadas por medico atualizado para não danificar a saúde do paciente.

 

Colecalciferol, a vitamina D3,10.000 UI ou 10 ng/ml tem valor preventivo e não tem efeitos colaterais . Esta dose é vendida nas farmácias nos Estados Unidos sem receita medica, porque não faz mal algum. Previne doenças.

 

OS PERIGOSOS LAÇOS DA MEDICINA COM A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA – VITAMINA D COMENTADO

25/12/2012 — Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/25/os-perigosos-lacos-da-medicina-com-a-industria-farmaceutica-vitmina-d-comentado/

 

“As doses diárias de 10.000 unidades de colecalciferol devem ser tomadas por todas pessoas. Essa quantidade previne todas as doenças inclusive à autoimunidade. Com 10.000 unidades a pessoa sai da deficiencia de vitamina D. A dose de 1.000 unidades não tira as pessoas da deficiencia de vitamina D.’’ – Dr. Cicero Galli Coimbra, medico neurologista, Phd., professor na Universidade Federal de São Paulo, Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/21/as-doses-diarias-de-10-000-unidades-de-colecalciferol-devem-ser-tomadas-por-todas-pessoas-essa-quantidade-previne-todas-as-doencas-inclusive-a-autoimunidade-com-10-000-unidades-a-pessoa-sai/

 

A prescrição diária de 10.000 UIs de Vitamina D representaria para a indústria farmacêutica uma perda de 40% de uma receita de trilhões de dólares

https://objetodignidade.wordpress.com/2013/01/16/a-prescricao-diaria-de-10-000-uis-de-vitamina-d-representaria-para-a-industria-farmaceutica-uma-perda-de-40-de-uma-receita-de-trilhoes-de-dolares/

 

“10.000 unidades todos os dias NÃO CAUSAM INTOXICAÇAO. Nos Estados Unidos, doses de 10.000 unidades de vitamina D são vendidas nas farmácias, sem receita médica. É assim porque a dose de 10.000 unidades não tem efeitos colaterais e não causa intoxicação” – Dr. Cícero Galli Coimbra

https://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/10/10-000-unidades-todos-os-dias-nao-causam-intoxicacao-nos-estados-unidos-doses-de-10-000-unidades-de-vitamina-d-sao-vendidas-nas-farmacias-sem-receita-medica-e-assim-porque-a-dose-de-10-00/

 

Dr. Cícero Galli Coimbra – Doenças Autoimunes e Vitamina D – “Se a natureza não precisasse de 10.000 unidades todo o dia, não formava uma quantidade tão grande em tão poucos minutos.”

https://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/04/dr-cicero-galli-coimbra-doencas-autoimunes-e-vitamina-d-se-a-natureza-nao-precisasse-de-10-000-unidades-todo-o-dia-nao-formava-uma-quantidade-tao-grande-em-tao-poucos-minutos/

—————

 

 

PORQUE A VERDADE SOBRE A VITAMINA D É UMA ENORME AMEAÇA PARA O SISTEMA ESTABELECIDO DO LUCRO MÉDICO-INDÚSTRIAS

 

1) A vitamina D é livre (você pode obtê-lo, o hormonio esteroide, a partir do sol, sem receita médica).

2) Vitamina D previne mais de uma dúzia de doenças cronicas e condições de saúde (osteoporose, câncer, diabetes, MS, e outros) que fornecem alto lucro.

3) A vitamina D é extremamente segura, mesmo quando tomada em forma de suplemento, porque é uma vitamina natural / hormônio que o corpo reconhece por ser produzido a partir da exposição ao UVB solar.

http://www.naturalnews.com/031577_vitamin_D_scientific_research.html#ixzz2PDWvdCFO

 

 

Vitamina D em medicina preventiva: estamos ignorando as provas?

“Os dados epidemiológicos indicam também um baixo status da vitamina D na tuberculose, artrite reumatóide, esclerose múltipla, doenças inflamatórias intestinais, hipertensão e certos tipos de câncer.”

https://objetodignidade.wordpress.com/2009/08/28/vitamina-d-em-medicina-preventiva-estamos-ignorando-as-provas/

.A Zittermann.

 

Erros declaratórios da morte encefálica

por Celso Galli Coimbra

http://www.youtube.com/watch?v=egD3g9K1qY8&list=PLeqEGmvbpULMSipZ__vfDS5LKkkaShFE5

Dr. Cícero Galli Coimbra explica o Mal de Alzheimer: causas multifatoriais com destaque à depressão e a deficiência do hormonio imunoregulador vitamina D — um distúrbio metabólico http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=93sSODBmNJM

Suplementos de vitamina D podem reduzir risco de Alzheimer — 10.000 UI, não menos

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/04/suplementos-de-vitamina-d-podem-reduzir-risco-de-alzheimer-10-000-ui-nao-menos/

Alzheimer: Vitamina D diminui riscos das mulheres padecerem da doença

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/12/04/alzheimer-vitamina-d-diminui-riscos-das-mulheres-padecerem-da-doenca/

Vitamina D e Alzheimer — Vitamin D may reduce the risk of dominantly inherited Alzheimer’s disease

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/07/26/vitamina-d-e-alzheimer-vitamin-d-may-reduce-the-risk-of-dominantly-inherited-alzheimers-disease/

Nutrientes contra Parkinson e Alzheimer

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2009/09/17/nutrientes-contra-parkinson-e-alzheimer/

 

POR UM NOVO PARADIGMA DE CONDUTA E TRATAMENTO Por Dr. Cícero Galli Coimbra

Médico Internista e Neurologista

Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo

Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade

http://www.institutodeautoimunidade.org.br/novo-paradigma.html

—-

Tratamento com a Vitamina D, Cura e Prevenção — Low vitamin D levels ‘linked to Parkinson’s disease’

30-year study

https://objetodignidade.wordpress.com/2013/02/19/tratamento-com-a-vitamina-d-cura-e-prevencao-low-vitamin-d-levels-linked-to-parkinsons-disease/

Tratamento com a Vitamina D, Cura e Prevenção — Role of Vitamin D in Parkinson’s Disease

https://objetodignidade.wordpress.com/2013/02/19/tratamento-com-a-vitamina-d-cura-e-prevencao-role-of-vitamin-d-in-parkinsons-disease/

 

POR 30 ANOS, EXTENSA REVISÃO DE TODA A PESQUISA ANTERIOR CONFIRMA QUE BAIXO NÍVEL DE VITAMINA D É UMA SENTENÇA DE MORTE

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2013/02/14/vitamina-d-reportagem-com-dr-cicero-galli-coimbra-e-daniel-cunha-na-rede-record/

Tradução de Celso Galli Coimbra

-—-

Veja links sobre o mesmo assunto:

1. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/

2. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/04/12/vitamina-d-por-uma-outra-terapia/

3. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2011/03/23/informacoes-medicas-sobre-a-prevencao-e-tratamento-de-doencas-neurodegenerativas-e-auto-imunes-como-parkinson-alzheimer-lupus-psoriase-vitiligo-depressao/

4. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/

5. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/05/28/folha-de-sao-paulo-terapia-polemica-usa-vitamina-d-em-doses-altas-contra-esclerose-multipla/

6. http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/18/taxas-baixas-de-vitamina-d-na-maioria-da-populacao-preocupam-especialistas/

“(…) cerca de 70% da população mundial apresenta taxas inadequadas de vitamina D, substância que, dentro do corpo, trabalha como um hormônio. O fenômeno da insuficiência não poupa nem países tropicais, como o Brasil, e a defasagem tende a ser maior nas grandes cidades, já que, dentro de casa, no carro ou no escritório, as pessoas acabam fugindo do sol. De acordo com o endocrinologista Geraldo Santana, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, “a deficiência de vitamina D é um achado frequente e também preocupante devido à importante ação da substância no organismo.”

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/06/29/vitamina-d-sem-censura-dr-cicero-galli-coimbra-e-daniel-cunha/

——–

VitaminDCouncil

Vitamin D and Risk of Ischemic Heart Disease

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=jTLwD7hpjCs

Apelo do Dr. Rath às pessoas da Alemanha, da Europa e de todo mundo, Berlim 13.03.2012

https://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&list=HL1352566764&v=VFJsicKGho0

Vitamina D

visualizar lista de reprodução completa ( 5 vídeos)

http://www.youtube.com/watch?v=erAgu1XcY-U&list=PL301EAE2D5602A758&feature=g-all-a

Vitamina D – Por uma outra terapia (Vitamin D – For an alternative therapy)

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=erAgu1XcY-U

◊ Dr. Cícero Galli Coimbra PhD., MD., é médico graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979), possui título de especialista em medicina interna (1981) e neurologia (1983) pela mesma instituição, e em neurologia pediátrica (1985) pelo Jackson Memorial Hospital da Universidade de Miami, EUA. Obteve o título de mestre (1988) e doutor (1991) em Neurologia pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado (1993) pela Universidade de Lund, Suécia. Atualmente é Professor Livre Docente do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo, onde dirige o Laboratório de Fisiopatologia Clínica e Experimental. Atua na área de Medicina (Neurologia e Clínica Médica), com ênfase em doenças neurodegenerativas e autoimunitárias.

———–

 

·       A Autoimunidade tem cura com a Vitamina D – Instituto de Investigação e Tratamento da Autoimunidade

—-

%d blogueiros gostam disto: